href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Battisti chega à Itália e é levado para a prisão

Sob forte esquema de segurança, o terrorista Cezare Battisti chegou ao aeroporto de Tchampino, em Roma, na capital italiana, e foi imediatamente levado para a prisão de Rebibbia, na capital italiana. Ele foi capturado no sábado, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Estava usando barba, óculos de sol, calça jeans e camiseta azul. Disfarce muito parecido com o que havia sido divulgado pela Polícia Federal brasileira. No momento da prisão, ele não mostrou resistência, não apresentou documentos e respondeu a algumas perguntas em português. Lembrando que, legalmente, Battisti não foi extraditado para a Itália, mas expulso da Bolívia por entrada ilegal no país. Ele foi condenado à prisão perpétua na Itália pelo assassinato de quatro pessoas na década de 1970, quando integrava o grupo Proletários Armados pelo Comunismo, um braço das Brigadas Vermelhas. Ele se diz inocente. Para as autoridades brasileiras, é considerado terrorista. Battisti estava foragido do Brasil desde dezembro, após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, relator do processo, determinar a prisão dele e o então presidente Michel Temer ter autorizado a extradição para a Itália. Por EBC.

Nenhum comentário: