PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Apucarana completa quadro do “Mais Médicos”

As dez vagas de Apucarana no Programa “Mais Médicos” do Governo Federal, que eram exercidas por cubanos, já foram ocupadas na rede pública de saúde municipal. O quadro de profissionais foi completado hoje (10), quando os dois últimos médicos iniciaram atendimento nas unidades de saúde Antonio Sachelli, no Jardim Colonial; e Rute Eugênio da Silva, no Núcleo Habitacional Vale Verde. Os dez médicos cubanos que trabalhavam em Apucarana atuaram nas suas respectivas UBS até 24 de novembro e já no dia 3 de dezembro o atendimento prestado por eles estava sendo realizado por quatro médicos brasileiros que aderiram ao programa atendendo a um chamamento do Ministério da Saúde. As demais vagas foram sendo completadas ao longo de dezembro e as duas últimas hoje. A exemplo de quaro outros colegas que já estão trabalhando, os dois médicos que acabam de completar o quadro do Mais Médicos de Apucarana são de Londrina. Os outros profissionais também são de cidades vizinhas como Maringá, Cambé, Ibiporã, e um do Estado de São Paulo, da cidade de Presidente Prudente. Os novos médicos substituíram os cubanos nas Unidades Básicas de Saúde Julia Reczkowski, no núcleo habitacional Marcos Freire; Eunice Penharbel, no Residencial Sumatra; Mario Verussa, no distrito de Correia de Freitas; Takaiti Miyadi, no núcleo habitacional Dom Romeu; Ana Maria Pepato, no Jardim Trabalhista; Rute Eugênio da Silva, no Vale Verde; Marcos Sanches Mascaro, no Núcleo Habitacional Parigot de Souza; Antonio Sachelli, no Jardim Colonial; e Leopoldo Hardwig Junior, na Vila Nova. “Felizmente, dentro de um prazo de 45 dias, conseguimos completar o quadro dos profissionais do Mais Médicos. Foi possível repor todos os profissionais desse programa num período de tempo relativamente curto sem que o atendimento da população fosse prejudicado”, afirma o superintendente da Atenção Básica da AMS, Marcelo Viana de Castro. O prefeito em exercício Junior da Femac também se manifestou satisfeito com o desfecho desta situação. “As dez vagas foram preenchidas e o atendimento está acontecendo de maneira satisfatória em todas as unidades básicas de saúde de Apucarana”, avaliou Junior da Femac. Para amenizar inicialmente a saída dos dez médicos cubanos, a Autarquia Municipal de Saúde (AMS) realizou a remanejamento de profissionais da rede pública municipal para não deixar a população totalmente desassistida do atendimento médico.

Nenhum comentário: