PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Polícia Ambiental prende dois homens suspeitos de desmatar 16 hectares de área de preservação em Tamarana

Dois homens foram presos suspeitos de desmatar uma área de preservação permanente em Tamarana, no norte do Paraná, na terça-feira (4). De acordo com a Polícia Ambiental, os danos foram registrados em 16 hectares de vegetação nativa.Policiais e fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) encontraram o local desmatado após uma denúncia anônima. Os presos estavam operando máquinas retroescavadeiras. No momento da fiscalização árvores eram derrubadas e drenos de água eram construídos.Segundo a Polícia Ambiental, foram derrubadas árvores das espécies Angico Branco, Capixingui, Cedro, Canelão, Sapuva, Cajarana, Caroba, Gurucaia e Araucária Angustifólia. Também foi constatado a degradação de nascentes de água.
Os operadores de máquinas não tinham licenças ou autorizações dos órgãos ambientais para a realização do trabalho, ainda conforme a polícia. Eles disseram à polícia que foram contratados para fazer o serviço.A Polícia Civil estipulou fianças de R$ 2 mil para cada um dos suspeitos.De acordo com a Polícia Ambiental, também foi aplicado multa administrativa de cerca de R$ 70 mil para o proprietário da área,para a pessoa que estava administrando o trabalho e também para os presos, pois além do desmatamento a polícia constatou a degradação de várias nascentes.Conforme a polícia, a área foi desmatada e as nascentes suprimidas para o plantio de soja.As máquinas retroescavadeiras foram apreendidas pela polícia.Fonte: G1.globo/ Foto: divulgação PM Ambiental 

Nenhum comentário: