PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

domingo, 4 de novembro de 2018

Enem 2018: questões do primeiro dia abordaram feminismo, nazismo e ditadura militar

Neste domingo, candidatos fizeram prova de Ciências Humanas, Linguagens e Redação
O GLOBO - Neste domingo, os candidatos realizam as provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No primeiro dia do exame, apareceram tópicos como feminismo, nazismo, escravidão, regime militar, crise de refugiados, entre outros. Segundo a candidata Bruna Damasceno, de 19 anos, do Rio de Janeiro, esta foi uma das provas que mais abordou temáticas envolvendo políticas e questões sociais atuais. Em uma delas, foi abordado o feminismo com um recorte de raça, referindo-se especificamente às mulheres negras. Além disso, ela diz que uma questão tratava sobre nazismo. De acordo com outra candidata, Lorena Santos, foi usado um poema de Graciliano Ramos e um texto sobre publicidade e racismo como base para questões de interpretação de texto. Ela deixou o Colégio Luiz Viana, em Salvador, na Bahia, às 14h40 (15h40 pelo horário de Brasilia) e classificou a prova como "muito mais facil do que a dos tres anos anteriores". Ela está fazendo o Enem pela quarta vez. — Os textos foram bem mais objetivos do que os das edições anteriores — disse ela. Já Érica Sodré Almeida, de 20 anos, também de Salvador, contou que a prova de Ciências Humanas abordou aspectos do governo do presidente João Goulart, que sofreu o golpe de 1964. Em uma questão da prova de inglês, foi usado um trecho de um dos livros mais clássicos do escritor inglês George Orwell, "1984". Mais especificamente, o momento no qual o herói da narrativa, Winston, conversa com o colega O' Brien sobre o controle do partido. A candidata Ana Luísa Siqueira, de 16 anos, treineira, lembra o trecho: — Winston conversa com O'Brien explicando que o passado não existe fisicamente, mas nos registros e memórias. É que o partido controla o passado porque controla a memória e os registros. Foi esse o trecho usado — diz ela, que considerou a prova de inglês fácil para quem estuda o idioma de forma regular. LEIA MAIS.

Nenhum comentário: