PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
>

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Capela Mortuária de Apucarana passará por reforma e ampliação

O prefeito Beto Preto (PSD) autorizou nesta quinta-feira (08/11) processo licitatório visando contratação de empresa de construção civil para obras de reforma e ampliação da Capela Mortuária Central. Os projetos foram feitos em parceria pelos profissionais da Secretaria Municipal de Obras e Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan) e o investimento máximo previsto para o certame é de R$812 mil, com recursos do caixa municipal.A liberação da licitação foi feita durante reunião no gabinete municipal que contou com a participação do diretor-presidente da Autarquia dos Serviços Funerários de Apucarana (Aserfa), Marcos Bueno, dos secretários municipais Herivelto Moreno (Obras) e Marcello Machado (Fazenda), além do vereador Antônio Marques da Silva (Marcos da Vila Reis). “A prefeitura detém desde 1989 o monopólio dos serviços funerários na cidade e por isso trabalha com responsabilidade para cuidar de suas capelas e cemitérios. A capela central é um importante equipamento público e as melhorias que estou autorizando são prova do nosso respeito às famílias apucaranenses, deixando o espaço com as melhorias estruturais necessárias para que tenham um melhor conforto em hora de profunda tristeza, que é o momento de velar um ente querido”, pontuou o prefeito Beto Preto.O projeto prevê reforma dos 550 metros quadrados de construção existentes e ampliação de 160 metros quadrados, que consiste na construção de uma ampla sala para velório. Atualmente, a capela central conta com quatro salas para esse fim. “É mais um momento onde temos que parabenizar a iniciativa do nosso prefeito, que tem sempre sensibilidade e atenção com as questões referentes aos serviços funerários em Apucarana. O local reformado se tornará em um espaço com mais conforto. A nova sala, pela dimensão poderá ser utilizada para até dois velórios, suprindo uma necessidade que temos, haja visto que há dias em que ocorrem até 8 velórios”, disse Marcos Bueno, diretor-presidente da Aserfa. Além da ampliação, a reforma anunciada prevê troca de piso, janelas, revisão de toda a rede elétrica, hidráulica e de esgoto, reforma de banheiros e telhado (eliminação de infiltrações). “Contamos com a compreensão da população para quando as obras iniciarem, pois vamos funcionar de forma parcial em certos momentos”, adiantou Bueno.Prefeito detalha investimentos municipais no setor Ao anunciar a revitalização da Capela Mortuária Central, o prefeito Beto Preto salientou o resgate dos serviços funerários durante o mandato. “A prefeitura detém o monopólio do setor desde 1989, responsabilidade que durante gestões que me antecederam não foi respeitada da forma como deveria, mas que estamos levando muito a sério, inclusive atendendo a Termos de Ajuste de Condutas (TACs) firmados com o Ministério Público e com o juiz da Vara Cível. Hoje poucas cidades têm as licenças que temos para nossoscemitérios”, citou Beto Preto. Ele também lembrou que durante o seu mandato aconteceu descentralização das capelas mortuárias, com a construção de uma unidade no Jardim Ponta Grossa e outra no Distrito de Vila Reis. “Reivindicações justas das comunidades que esperaram por décadas e que antes precisavam recorrer à capela central para velar seus entes”, disse o prefeito. Os trâmites de estruturação do novo cemitério municipal - Morada da Paz -, que vai ser construído na região da Gleba Barra Nova, também foram citados pelo prefeito. “Já temos a licença prévia e, em breve, sairá a licença de instalação, que possibilitará o início da venda antecipada de mil gavetas, cujos recursos vão auxiliar na infraestrutura do espaço”, revelou Beto Preto.Danos no Finados – Ao final da reunião, Beto Preto solicitou a presença do procurador-geral do município, Paulo Sérgio Vital, e pediu que, em conjunto com a fiscalização da Secretaria Municipal de Obras, apure responsabilidades quanto a danos deixados por terceiros nos cemitérios municipais e imediações, por ocasião do feriado de Finados. “Tudo transcorreu de forma tranquila e esperada por parte das mais de 50 mil pessoas que compareceram para prestar suas justas homenagens a entes e amigos sepultados, mas infelizmente não registrou-se a mesma conduta e respeito por parte de terceiros, em especial, da empresa responsável pela locação de tendas”, narrou Beto Preto.De acordo com denúncia confirmada e já documentada pelo setor de obras da prefeitura, a instalação e remoção das estruturas ocasionaram danos ao pavimento e calçadas. “Isso configura sério dano ao patrimônio público. Um dissabor que afeta a toda coletividade e um desrespeito que está sendo apurado, documentado e que será cobrado reparação, judicialmente se for necessário”, concluiu o prefeito de Apucarana.

Nenhum comentário: