PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Polícia Militar do Paraná monta esquema de segurança para as Eleições 2018

Os efetivos das unidades operacionais e do serviço administrativo da Polícia Militar vão atuar nos 399 municípios do Paraná, de maneira mais intensa, neste sábado e domingo, quando acontece o pleito eleitoral. O reforço será de mais de 10 mil policiais militares e mil e 720 viaturas em todo o Estado e será feito nos locais de votação e nos principais pontos dos municípios. O esquema de segurança da PM foi divulgado durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira no Quartel do Comando Geral, em Curitiba. De acordo com a comandante-geral da PM, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, o reforço do policiamento também será voltado ao combate de crimes e contravenções eleitorais e outras irregularidades, em apoio à Justiça Eleitoral, principalmente para coibir o derramamento de propaganda eleitoral próximo aos colégios eleitorais e boca de urna. O policiamento busca preservar, ainda, a ordem e os direitos constitucionais nos 4 mil e 790 locais de votação e das 26 mil e 119 seções eleitorais do Estado. Somente em Curitiba e na Região Metropolitana serão cerca de 500 viaturas empregadas. Segundo a comandante-geral da PM, coronel Audilene, a intenção é que o pleito eleitoral ocorra de maneira tranquila e que todos os cidadãos paranaenses possam votar com segurança. O reforço da presença policial será com todas as modalidades de policiamento: a pé, motorizado e aéreo. O patrulhamento vai ser preventivo e ostensivo em vias públicas e pontos estratégicos, no entanto, haverá equipes veladas também em atuação. A Polícia Militar também vai atuar em parceria com as Guardas Municipais, Polícia Civil, Polícia Federal e com o Tribunal Regional Eleitoral. A coronel Audilene ressalta que, conforme a orientação do Tribunal Regional Eleitoral, no dia da votação é proibido a concentração de pessoas com bandeiras, broches, dísticos, adesivos e camisetas padronizadas, com ou sem veículos. Após o pleito de votação, a PM também vai reforçar a presença durante o recolhimento das urnas. O Corpo de Bombeiros vai prestar apoio com ambulâncias e veículos para combate a incêndio, ocorrências de emergência e, caso haja necessidade, atuação em ações de defesa civil em todo o Paraná. De acordo com o Código Eleitoral, desde a última terça-feira e até 48 horas depois do encerramento da votação, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, salvo em situação de flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.

Nenhum comentário: