PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Moradora foi atacada por animal de rua em Ivaiporã

Com as situações endo registradas a prefeitura iniciou a retirada de cães agressivos e está multando aos donos, após ataques em Ivaiporã
No domingo dia 24 de junho de 2018, a moradora de Ivaiporã, a dentista Leticia Miyabara, postou a seguinte informação com a foto que aparece no Blog em sua rede social: "Feio né??? Na foto ainda está bonito! Hoje as 7:15hs sai pra fazer minha corrida. Na foto não aparece a laceração da mordida na minha perna esquerda, não dá pra ver as 3 ou 4 mordidas da perna direita, não aparecem os ralados das minhas costas, ombros, braços, cotovelos, mãos, dedos e joelhos. Sai da minha casa, corri 400 metros, escutei 3 latidos, parei e 4 cachorros grandes pularam e me derrubaram. Gritei, chorei, tentava levantar eles me derrubavam de novo. Não sei por que desistiram e foram embora. São cães de rua, já troquei muitos trajetos por causa deles, já troquei pontos de hidratação e hoje eu vi o fim. Enfim, podia ter sido pior, podia ser uma criança ou um idoso, ou eu podia ter machucado mais. Já estou medicada, em tratamento e muito bem! Mas e aí? Fica assim??? Vou atrás dos meus direitos, deveres eu tenho muitos! Estou muito muito bem mesmo, em poucos dias estarei correndo de novo por estas ruas. Hoje fui eu, amanhã pode ser de novo, mas poderá ser você também. Alguém tem responsabilidade nisto e tem que resolver. Lá no hospital me informaram que já atenderam varias vítimas nestes últimos dias. Compartilha aí vai que vc me ajuda ou vamos esperar uma vítima fatal?" disse Letícia. Conforme matéria publicada pelo Jornal Paraná Centro, o caso gerou muita polêmica na rede social, com diversos comentários de pessoas solicitando providência aos órgãos públicos e também relatando outros casos de agressão em diferentes pontos da cidade. Após o acidente, a dentista procurou atendimento médico e foi liberada após ser tratada. Na manhã da terça-feira, dia 26 de junho, outro ataque aconteceu. Um senhor de 82 anos foi atacado por cinco cachorros, quando transitava pela Praça da Igreja Matriz Bom Jesus de Ivaiporã. Segundo o relato do lho Carlos Galhego, também pelo facebook, um dos cachorros rasgou a calça da vítima e mordeu uma das pernas. Segundo o diretor municipal de Meio Ambiente de Ivaiporã, Alaércio Búfalo, assim que tomou conhecimento do ataque de domingo, entrou em contato com a vítima e orientou com relação ao registro de um boletim de ocorrência. “Os animais e locais foram identicados e o Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Ivaiporã vai iniciar o recolhimento dos cães e multar os proprietários e cidadãos que contribuem com alimentação e permanência dos animais na frente de suas residências”, frisou. Ele informou que a prefeitura disponibiliza 20 castrações por mês, para animais abandonados nas ruas ou que estão abrigados na associação, e recursos para a alimentação dos animais que cam no abrigo. Além dessas castrações, o município aguarda a liberação de um castramóvel. Búfalo suspeita que pessoas de outros municípios estejam trazendo e soltando animais em Ivaiporã, pois sabem que o município tem um abrigo e que apóia ações como essa, pois, segundo ele, nos últimos meses aumentou muito o número de animais soltos nas ruas. Márcio Castro, presidente da Associação de Proteção dos Animais Toca de Assis de Ivaiporã, que mantém o abrigo no município, comenta que, a médio prazo, a situação de animais soltos nas ruas só será resolvido com castração e uma scalização maior por parte da prefeitura e da associação, e multar proprietários de animais que deixam cadelas no cio escapar de suas residências ou deixam seus quintais abertos.
Prefeito Miguel Amaral, também se manifestou sobre a situação dos animais de rua em seu facebook
Em seu facebook na noite desta quarta-feira (27) o prefeito de Ivaiporã, Miguel amaral, também se manifestou sobre a situação: "Pessoal, apesar de ter comentários azedos e sem respeito, a informação merece esclarecimentos. A medida não significa deixar de alimentar os cães de ruas, mas parar de criar cães para fora dos quintais. Se gostamos dos animais, temos que criar regras para tê-los em nossa cidade. Se continuar com as práticas de criar cachorros nas calçadas, os ataques aos seres humanos vão aumentar. Somente nessa semana tivemos dois casos, uma mulher e um idoso. Como vamos fazer para preservar a integridade física e a vida da população? Amo os animais, mas vamos tomar providências para que as pessoas possam andar nas ruas com segurança. Quem ama os cães adote ou arrume alguém para adotar. Vamos ampliar o atendimento, mas as responsabilidades serão cobradas. Estamos, em parceria com a Toca de Assis, preparando medidas para garantir o cuidado dos cães e a segurança de nossa gente. A ação divide opiniões, mas vai de encontro com as necessidades de segurança. Alimentar cães esporadicamente é uma coisa, mas cria-los na calçada é comprometer a segurança de nossa gente. Temos crianças e idosos que circulam pela cidade. Os cães são territorialistas e quando se alojam num local aberto vão comprometer a integridade física e até a vida de nossa gente. Enfim, não teremos unanimidade na medida, mas as ações vão preservar a vida dos animais e garantir a segurança de todos. Para finalizar, vamos investir R$ 40 mil na ampliação da sede da Toca de Assis, estamos aguardando a vinda de um Castramóvel, vamos colocar um veículo a disposição da Toca de Assis para recolha de cães e estamos fazendo um projeto para construção de um amplo abrigo para a Toca de Assis para aumentar e melhorar o atendimento aos cães. Graças à parceria da Associação Toca de Assis e da Prefeitura de Ivaiporã, ainda vamos ser modelo no cuidado com os cães de nosso município, mas isso precisa ter regras claras. Boa noite e continuem atentos ao futuro dos nossos cãezinhos!" finalizou o prefeito.

Nenhum comentário: