PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Falso sequestro: criminosos tentam aplicar golpe em várias famílias da região

O marginal liga aleatoriamente para um número de telefone e diz que seqüestrou alguém da família, geralmente falam “filha ou filho” e a vitima ouve alguém do outro lado da linha chorando e pedindo socorro
Apesar das inúmeras reportagens orientando sobre o golpe do Falso Seqüestro, ainda é comum vermos pessoas serem extorquidas por marginais que se aproveitando do estado emocional das vitimas conseguem aplicá-lo. O marginal liga aleatoriamente para um número de telefone e diz que seqüestrou alguém da família, geralmente falam “filha ou filho” e a vitima ouve alguém do outro lado da linha chorando e pedindo socorro. É nesse momento que aproveitando do estado emocional da vitima o marginal consegue obter informações, pois quem está recebendo a ligação acaba associando o choro com seu familiar e sem perceber acaba até falando o nome. Com essa informação já cedida pela vitima o marginal começa a pedir dinheiro, alegando que se não receber vai matar o suposto seqüestrado. É bom esclarecer as diferenças básicas entre um seqüestro real e o falso seqüestro. Num seqüestro real o seqüestrador passa algumas informações sobre a vitima e desliga dizendo que irá ligar novamente, pois ele não quer ser localizado nem identificado. No falso seqüestro geralmente a ligação é de um código de área de outro Estado ou de número bloqueado. Ele não fala dados sobre a vitima e espera obter alguma informação através do estado emocional da pessoa que está recendo a ligação para então comentar sobre a identidade do suposto seqüestrado. Ele pressiona a vitima para não desligar o telefone até que receba o dinheiro, pois assim tenta evitar que se entre em contato com o suposto seqüestrado e consigam desmascarar o golpe. COMO EVITAR CAIR NESSE GOLPE - * Em primeiro lugar, apesar da pressão psicológica que irá receber, procure manter a calma; * Evite falar o nome do suposto seqüestrado e peça informações que confirmem se há realmente alguém feito de refém; * Procure entrar em contato com a pessoa que alegam ter sido seqüestrado; * Se não conseguir, pergunte algo que apenas aquela pessoa saberia responder (nome de um avô, do melhor amigo, nome do cachorro,…..,). E tenha consciência que em praticamente a totalidade dos casos é apenas um golpe que estão tentando aplicar para lhe extorquir dinheiro e quanto mais calmo conseguir se manter, mais rápido irá conseguir se livrar e desligar o telefone. E procure sempre registrar a ocorrência, pois somente assim a polícia poderá tentar identificar o autor da ligação para poder responsabilizá-lo. FONTE TEXTO: BANDA B.

Nenhum comentário: