PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Apucarana serve 740 mil refeições por mês às crianças da rede municipal

Verduras, frutas e legumes adquiridos localmente, equipe de nutricionistas e cozinheiras, cardápios divulgados pela internet: a aprovação dos alunos e familiares com relação à merenda oferecida pelas Escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) de Apucarana cresce a cada dia. A Autarquia Municipal de Educação serve 740 mil refeições por mês aos alunos. Diariamente, as crianças saboreiam três pratos nas Escolas e quatro nos Cmeis. Os matriculados na Educação de Jovens e Adultos, que estudam no período noturno, recebem o jantar. Os números impressionam não apenas pela quantidade, mas também pela qualidade da merenda escolar. Os cardápios são elaborados por uma equipe de três nutricionistas e três estagiários de nutrição, que consideram as proteínas, os carboidratos e os lipídeos ideais para cada faixa etária. As refeições são preparadas por 180 merendeiras e auxiliares de cozinha. A variedade de frutas, verduras e legumes é sempre abundante. Dos recursos destinados à merenda, 86% são oriundos da agricultura familiar. “A sazonalidade é um fator importante. Nossas crianças comem aquilo que os agricultores estão colhendo naquele período,” afirma a nutricionista Jaqueline de Oliveira. Os alunos gostam tanto da comida servida na merenda que muitas vezes dizem preferi-la, comparando com a que têm em casa. “Eu sempre venho copiar receitas das merendeiras, porque minha filha pede que eu faça os mesmos pratos que ela experimenta aqui,” diz Suely Aparecida Moreira Beraldi, mãe da aluna Gabriela Vitória Beraldi, do 4º ano, da Escola Municipal Augusto Weyand. Refeições diferenciadas – Alunos com diabetes, fenilcetonúria ou intolerância ao glúten e à lactose recebem alimentos diferenciados. “Meu filho tem intolerância à lactose. O pão que ele come na escola é especial e o leite é sempre substituído por outra bebida, como chá e suco,” garante Geovásia Maria Colodino, mãe do aluno Paulo Henrique Colodino Prizotto, do 4º ano, da Escola Municipal Augusto Weyand. LEIA MAIS.

Nenhum comentário: