PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Apucarana está na final da Mostra Paranaense de Dança 2018

Com a apresentação “Tropicana”, o grupo conquistou uma das vagas para estar na última etapa, que será realizada em Curitiba
A Escola Municipal de Dança de Apucarana, projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Promoção Artística, Cultural e Turística (Promatur), participou entre os dias 09 e 10 deste mês, Cine Teatro Mauá em Arapongas da seletiva da 11ª edição da Mostra Paranaense de Dança 2018. Com a apresentação “Tropicana”, a escola conquistou uma das vagas para estar na etapa final da mostra, que será realizada em Curitiba, no Tetro Guairão, de 22 a 24 de junho. As seletivas aconteceram em Arapongas, Ponta Grossa, Campo Mourão, Chopinzinho e Curitiba. “Foram mais de 600 instituições inscritas em todo o estado. Na seletiva regional havia 120 grupos participantes de toda região Norte do Estado, das quais foram selecionados apenas 24 grupos e dentre eles a escola municipal de dança de Apucarana”, comemora a professora Maria Agar Borba, Secretária da Promatur. A Escola Municipal de Dança de Apucarana tem 36 alunas participantes, e as aulas são desenvolvidas pelas professoras, Tayla Ribeiro e Bruna Barbosa, responsáveis pela coreografia selecionada para a final em Curitiba. A Mostra Paranaense de Dança é um festival produzido pela Associação de Bailarinos e Apoiadores do Balé Teatro Guaíra – ABABTG, que pretende reunir anualmente trabalhos de escolas, academias e grupos das mais variadas faixas etárias e estilos de dança do Estado do Paraná e de Estados vizinhos, em Mostras Seletivas e em uma grande Mostra Final na cidade de Curitiba. Além da apresentação dos grupos, conta com espetáculos de companhias e bailarinos profissionais e oficinas de aprimoramento artístico e técnico. Tem como objetivos a divulgação, incentivo e fomento da dança realizada no Paraná e demais estados, a interação entre participantes e profissionais da dança, a formação de platéia, a divulgação e valorização da profissão de bailarino, o estímulo à criatividade coletiva e individual, a circulação de bens culturais e a transposição de fronteiras culturais. Em 2018, a Mostra comemora 11 anos de edições anuais e ininterruptas, estima-se a participação de 2.800 artistas inscritos, a realização de um mínimo de 32 oficinas, a participação de companhias e bailarinos profissionais convidados e um público de 17.000 pessoas.

Nenhum comentário: