PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Farmacêutico foi assassinado a facadas e o corpo enterrado na própria residência em Maringá

Farmacêutico é encontrado enterrado em sua própria casa no final de semana em Maringá. Bandidos mataram a vítima para vender veículo e trocar por cocaína
A Polícia Civil de Maringá investigou o desaparecimento do farmacêutico,  Carlos Henrique Hortencio, de 54 anos, que estava sumido desde o último dia 11 de maio. A família de Carlos Henrique procurou a 9ªSDP 24 horas depois do desaparecimento para registrar um boletim de ocorrência. A equipe chefiada por Everaldo Fernandes, começou a diligenciar e procurar informações para chegar até a vítima. No início da tarde de sábado (19), os policiais civis receberam uma informação importante e deslocaram até a cidade de Moreira Sales onde prenderam um jovem de 23 anos, que estava em um hotel. A namorada do acusado mora na cidade, mas o jovem é residente do Conjunto Borba Gato em Maringá. No quarto de hotel, a Polícia Civil achou o celular, notebook e o documento de uma camionete Pajero de propriedade do farmacêutico. O jovem imediatamente confessou participação no desaparecimento da vítima e ainda "caguetou" mais dois comparsas. Uma terceira equipe policial que ficou em Maringá foi até o Jardim Universo onde prendeu L. F. P. S. de 20 anos. Um dos acusados confirmou aos policiais que tinha enterrado o corpo do farmacêutico Carlos Henrique no quintal da casa da vítima que fica na rua Cariovaldo Ferreira, na zona 8. Os policiais deslocaram de Moreira Sales e foram para Maringá. Os suspeitos após as declarações levaram os policiais onde estava o cadáver. A vítima Carlos Henrique tinha sido assassinado com duas facadas e depois enterrado na própria casa. Os marginais colocaram jogaram terra por cima e pedaços de madeira para dificultar a localização do corpo.  A dupla confessou à polícia ter cometido o crime para roubar a caminhonete da vítima em troca de aproximadamente 50 gramas de cocaína. Vejam mais detalhes deste crime revoltante no site do repórter André Almenara, LEIA MAIS.

Nenhum comentário: