PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Situação da cadeia de Ivaiporã é desesperadora

VEJAM NO VÍDEO A ENTREVISTA DO DELEGADO
Sociedade está vivendo momentos de intranquilidade com a situação desesperadora do local. Pelo menos 5 dos 10 fugitivos já foram recapturados
Pelo menos cinco dos 10 presos que fugiram da cadeia pública de Ivaiporã na tarde quarta-feira, 4 de abril, já foram recapturados até às 15h00 desta quinta-feira, 5 de abril, conforme informou o delegado da 54ª Delegacia Regional de Polícia Civil, Gustavo Dante. A recontagem dos presos contou com apoio de agentes da Seção de Operações Especiais (SOE) de Londrina. Três deles, Lucas Elias de Brito, 20 anos; Rodrigo Rodrigues Bonm, 31 anos; e Tafarel Lucas Ferreira, 20 anos, foram recapturados pela Polícia Militar nas proximidades da Colônia da Prefeitura, no Jardim Guanabara, enquanto Josmar Prestes, 39 anos, foi recapturado próximo ao Bosque da Saúde. Já na manhã de quinta-feira, a polícia localizou Bruno Aparecido da Silva, 20 anos, na Barra Preta, em Jardim Alegre. A situação do local é desesperadora. A imprensa esteve acompanhando de perto na tarde desta quinta (05) as ações do Depen. Em sua página o repóretr Ronaldo Alves Senes o berimbau, publicou a seguinte informação da situação em um breve texto: Nossas palavras não são em defesa dos marginais que cometeram crimes, mas em defesa da sociedade que vive momentos de intranquilidade. Em defesa da Polícia Civil, que por se tratar de agentes ou servidores públicos, muitas vezes se calam para não sofrer retaliações de um governo que, além de incompetente é perseguidor. 182 presos em uma cadeia que suporta 32; isso significa que a PM e a Civil de Ivaiporã, são competentes e estão levando para a cadeia, quem comete crimes, mas a falta de estrutura, tem engessado os trabalhos e transformado homens da lei, em zeladores de um chiqueiro que não deveria abrigar gente, mas sim porcos. Se não temos diginidade para punir quem errou, o que podemos esperar do futuro?. Quem está preso, paga um preço alto, para alguns isto é algo até merecido, mas e os não condenados; é os que podem ser inocentes; e quem mora ao entornos da cadeia; e os investigadores, demais policiais e delegado, que são obrigados a ficar 24 horas por dia, cuidando de presos, quando poderiam estar nas ruas buscando outros. Podemos estar errados, mas seria importante uma reflexão. O que não pode, é o cidadão criticar a Polícia, achando que ela é a culpada e quando o Governador vem a Ivaiporã, o aplaudir como se ele fosse o "Salvador da Pátria". (Colaboração: Antonelo Nadal, Lúcia Lima, Berimbau e Wellyngton Jhonis).

Nenhum comentário: