PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sábado, 14 de abril de 2018

INSS convoca quase 9 mil beneficiários de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez para perícia, no Paraná

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) convocou para perícia médica quase 9 mil beneficiários de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez no Paraná. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), os convocados na quinta-feira (12) devem procurar o INSS até o dia 4 de maio. Esta é a segunda convocação em 2018. A primeira ocorreu em 23 de março, e termina nesta sexta-feira (13) o prazo para os beneficiários agendarem a perícia. Nesta fase, foram incluídas 94 mil pessoas em todo o Brasil, sendo 6.061 paranaenses. A notificação faz parte do pente-fino nos benefícios pagos pelo INSS, que vem sendo realizado pelo governo desde 2016. O documento da segunda convocação está no edital publicado nesta quinta-feira no “Diário Oficial da União”. Confira, no site do governo, a lista com os nomes dos convocados, por ordem alfabética. A lista vai das páginas 109 a 506. Segundo o governo, foram chamados no edital os beneficiários que precisam fazer o exame obrigatório, mas não foram localizados pelo INSS, seja porque estão com endereço desatualizado ou com informações incorretas no cadastro. Precisam fazer a perícia médica da aposentadoria por invalidez os beneficiários com idade menor que 60 anos e que estão há dois anos ou mais sem fazer o exame. No Paraná - Neste ano, no Paraná, foram convocados 31.646 beneficiários por carta e 15.052 por edital, segundo o INSS. Do total, foram 6.061 convocações em março e 8.991 convocações em abril. Convocados por edital em 2018 4.552 mil auxílios-doença/ 10.500 aposentadorias por invalidez/ Convocados por carta em 2018. 4.782 auxílios-doença 26.864 aposentadorias por invalidez Procedimento Por carta: os beneficiários que foram convocados por carta têm até cinco dias úteis para agendar a perícia pelo telefone 135. Caso contrário, o pagamento é suspenso até que a pessoa regularize a situação, num prazo de até 60 dias. Neste período, ele deve marcar o exame, sob risco de perder o benefício, caso não o faça. Fonte RPC – Paraná, LEIA MAIS.

Nenhum comentário: