PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Frigorífico demite 240 funcionários em Apucarana

O frigorífico de Apucarana União demitiu, no início da semana, todos os funcionários da linha de produção após ficar sem fazer abates desde 24 de fevereiro, quando teve a licença ambiental suspensa pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). De acordo com o advogado da empresa, Cirineu Dias, 240 pessoas foram demitidas. O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Apucarana e Região (STIAA) lamentou as demissões. Segundo o presidente da entidade, José Aparecido Gomes, como os contratos têm menos de três meses, as rescisões não precisam ser homologadas no sindicato. A empresa União iniciou os abates em janeiro deste ano no Parque Bela Vista, na planta onde já funcionaram outros abatedouros e que estava desativada desde 2016, após o encerramento das atividades do frigorífico Orion. No final de fevereiro, o IAP suspendeu a licença ambiental da empresa, após o rompimento de uma lagoa de contenção. Desde então, os abates foram suspensos e a empresa vinha negociando junto ao IAP e Ministério Público a regularização da empresa. Entre as medidas exigidas pelo IAP, segundo a empresa, estão melhorias no sistema de tratamento dos resíduos. Os diretores do frigorífico ainda não se manifestaram sobre o assunto. Contudo, a reportagem apurou, junto a funcionários, que as melhorias continuam em andamento.A reportagem também entrou em contato com alguns dos funcionários demitidos. “Eles acertaram tudo com a gente, pagaram certinho e vão chamar de novo quando a situação se acertar”, comentou Antônio Raimundo Filho, que era funcionário do setor de abate. Segundo ele, a empresa estava abatendo até 400 animais por dia antes da suspensão, e o clima entre os funcionários demitidos é de expectativa é de reabertura.O IAP, através da assessoria de imprensa, afirma que não vai comentar o assunto com a imprensa antes da finalização do processo. Informações do Jornal Tribuna do Norte.

Nenhum comentário: