PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 12 de março de 2018

Projeto Caminhadas na Natureza ficou entre os três finalistas do Prêmio Top Tur 2017

Instituto Panorama do Turismo e Câmara Empresarial de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná promoveram o Prêmio Panorama do Turismo: Profissionais do Ano que homenageou destaques de 23 segmentos da atividade turística no território paranaense, ao longo de 2017. O prêmio resulta de ampla consulta junto às principais entidades da área e também governanças regionais de turismo e, numa segunda etapa, de votação popular pela internet. Nesta sexta edição, a comissão julgadora do Top Tur contabilizou mais de 30.000 votos. O projeto Caminhadas na Natureza, que a Emater realiza em Ivaiporã, em parceria com a Prefeitura local, foi um dos três finalistas na categoria Inovação em Organização Não-Governamental. O jantar de entrega do prêmio aconteceu em Curitiba, na última quinta-feira, 1 de março, em evento que reuniu, além dos candidatos e seus acompanhantes, algumas das principais lideranças e dirigentes de entidades do setor no estado. A diretoria da Emater foi representada pela extensionista Ivaldete Zarpellon, coordenadora estadual do projeto Turismo Rural. Além do trabalho da Emater, foram finalistas, ainda, o circuito de turismo Colônia Witmarsun, de Palmeira, e a Trilha Jovem Itaipu, de Foz do Iguaçu, este que ficou em primeiro lugar na votação feita via internet. A Emater atua na organização de 157 Caminhadas na Natureza em todo o Paraná, envolvendo a participação de 50  mil caminhantes. Ivaldete conta que ficou surpresa com a notícia de que o projeto da Emater estava entre os três finalistas do Prêmio Panorama do Turismo. "Não sabemos quem fez a inscrição. Não foi a gente que fez. Mas, o resultado mostra que trata-se de uma ação realizada pelo nosso Instituto que tem muita visibilidade". A extensionista destaca, também, que com as Caminhadas muitas famílias que tinham seus empreendimentos nos circuitos visitados acabaram investindo no turismo rural. "O visitante fica conhecendo e começa a voltar para comprar. O agricultor também fica encorajado a fazer o investimento", comenta.

Nenhum comentário: