PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 21 de março de 2018

Polícia divulgou imagem do acusado de cometer latrocínio em Faxinal

Misael Batista Alves de 20 anos é o principal suspeito de ter assassinado a conhecida "Raquel Oliveira" em Faxinal
Conforme as informações divulgadas pelo repórter Júlio Silva Lino, da Rádio Club de Faxinal, o competente delegado de polícia da cidade de Faxinal, concedeu entrevista na terça 20 de março, onde trouxe informações sobre um latrocínio, que aconteceu na cidade no dia 21 de fevereiro, contra a senhora Raquel Batista Vieira Rosa, que conforme laudo da causa morte do IML foi por estrangulamento. Segundo o delegado o principal suspeito é Misael Batista Alves de 20 anos, que aparece na foto acima, tudo indica que o crime foi cometido por Misael afirma o delegado. Em seu depoimento, Misael demonstrou diversas contradições, em relação à outra declaração prestada dias atrás, objetos foram encontrados em seu poder, chip do celular da vítima estava com sua sogra e foi localizado, segundo dr. Silvio, outras provas técnicas estão sendo levantadas e que vão confirmar tudo, disse o delegado, ouça acima a entrevista exclusiva com Dr. Silvio. Se condenado Misael pode ficar mais de 20 anos preso. SOBRE O CRIME - A situação foi registrada por volta das 14h40 desta de quarta-feira, dia 21 de fevereiro, a Polícia Militar e a Polícia Civil de Faxinal foram acionadas para atender um assassinato na Rua Alberto Brathels, onde Raquel Batista Vieira Rosa, 55 anos, foi encontrada morta, com marcas de estrangulamento por um arame e um corte na testa. Segundo o relatório da PM, vizinhos passaram pelo local por volta das 14h00 e perceberam que o portão estava fechado, mas com o cadeado destravado, e a porta da garagem, que dá acesso aos fundos da casa, estava aberta, o que não era comum. Os moradores chamaram pela vítima, que não respondeu, e por esse motivo resolveram entrar no imóvel, e encontraram a mulher caída na cozinha, com o arame enrolado no pescoço e a marca do corte na testa. Eles avisaram as autoridades policiais, que acionaram o Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana para atender o caso. Segundo o delegado Sílvio Cardoso, as investigações estão sendo realizadas e a principal suspeita é latrocínio, roubo seguido de morte, tendo em vista que a casa estava toda revirada. No entanto, não é possível armar ainda se algum objeto ou dinheiro foi levado, já que a vítima morava sozinha. DEFESA - Apesar do jovem ter negado em seu depoimento diversas outras situações e afirmando ser inocente, nossa reportagem tentou contato com a defesa do acusado, mas não tivemos resposta e nos colocamos a disposição.

Nenhum comentário: