PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Três mulheres são ganhadoras do prêmio Nota Paraná

O governador Beto Richa entregou nesta terça-feira (20) os três maiores prêmios do 27º sorteio do Programa Nota Paraná. Dessa vez os bilhetes sorteados premiaram três mulheres: uma secretária de Engenheiro Beltrão, uma professora da rede pública estadual de Itaperuçu e uma médica de Curitiba. Elas receberam os prêmios de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil, respectivamente. O evento foi realizado no Palácio Iguaçu, em Curitiba. “Mais uma vez fazemos essa premiação do Nota Paraná, que desde seu início já distribuiu R$ 810 milhões em prêmios para os contribuintes. O programa que fez parte do ajuste fiscal implantado pelo Estado há dois anos é um sucesso. Por um lado reduz a carga tributária individual, por outro combate a sonegação e aumenta arrecadação, gerando mais recursos para mais investimentos em áreas como educação, segurança, saúde e infraestrutura”, disse o governador. R$ 50 MIL – A secretária Sueli Aparecida Alves Yamaji, de 54 anos, moradora de Engenheiro Beltrão, recebeu o maior prêmio dessa edição e levou para casa um cheque de R$ 50 mil. Ela diz que começou a participar do Nota Paraná por insistência do marido, que sempre a incentivou a pedir o CPF nas compras realizadas pela família. Sueli conta que já tem planos para o dinheiro. “Vamos quitar o financiamento da nossa casa”, disse. R$ 30 MIL – O prêmio de R$ 30 mil chegou em um momento especial da vida de Silvana Maria Ribeiro, 52 anos, diretora de uma escola da rede pública estadual de Itaperuçu. Parte do dinheiro será usado para pagar os custos hospitalares da filha, que está grávida. “A gente teria que emprestar dinheiro para pagar a cesariana, que custa cerca de R$ 15 mil. Ele veio em boa hora. É o nascimento da nossa primeira neta”, comemora. Depois disso, a ideia é sair de férias. “Já estou planejando passar uma semana em Fortaleza”. A professora participa do programa desde o início e costuma pedir o CPF na nota em todas as compras. “O Estado está de parabéns porque é um programa que tem retorno para a população”, diz ela, que diz ter acumulado vários créditos. “Mas tem que checar para não perder o prazo de resgate”, lembra. LEIA MAIS.

Nenhum comentário: