PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Moradora faz reclamação de atendimento em Borrazópolis

No final de semana, o vereador Wellyngton Jhonis, recebeu inúmeras mensagens, de pessoas da comunidade, cobrando explicações de uma situação registrada no Hospital Municipal de Borrazópolis, na qual foi postada na rede social (Facebook) e repercutiu com diversos comentários. Uma moradora, identificada como Dilvana, revoltada com a forma na qual teria sido atendida, postou a seguinte mensagem: "Cheguei no hospital uma enfermeira veio mediu minha pressão e estava 14 por 8 por causa da dor q eu estava.. dai ela me falou que o doutor só ia atender os casos de urgência e q ela ia conversar com ele se ele ia me atender..foi conversar com o medico e voltou com um copo de água e comprimidos pra mim tomar porque o medico não quis me atender .ai falou q era pra mim vim embora se eu não melhora-se era pra eu voltar mais tarde...se eu já estava la eh por que eu já não estava bem... agora eu me pergunto cade os vereadores, prefeito que não vê isso ..eu to aqui em casa com dor... Infelizmente se eu quiser consultar vou ter que ir pra Kaloré.... Parabéns pra saudê de nossa cidade" disse a moradora. Ao ser questionada pelo vereador, a secretaria de saúde Vera Maria da Silva, logo pela manhã, afirmou que ainda não sabia detalhes do que ocorreu. "Olha Wellyngton, vou me inteirar da situação, mas atendimentos de coluna, não é considerado emergência. Nesta segunda (29) tem médico nas 3 unidades e assim que souber o que ocorreu te informo" disse a secretaria. Procuramos a chefe do Hospital Municipal, Tatiane Sanches, para saber o que teria ocorrido. "Wellyngton, conversei com a enfermeira que estava no plantão, e segundo ela, a paciente passou pela triagem e a mesma relatou lombalgia a 3 dias. Este caso não se enquadra em urgência e emergência. Preciso deixar bem claro, que neste caso a enfermeira medicou a paciente com um 1 cp e água, mas com respaldo médico, na qual foi medicada e orientada a procurar a unidade de saúde nesta segunda-feira (29) para posterior atendimento" afirmou a chefe do hospital. É importante ressaltar que saúde pública  além de receber as reivindicações, buscamos entender o que ocorreu, ou seja, a resposta do poder executivo, ou do responsável por cada pasta, sempre nos colocando a disposição da comunidade. O vereador Wellyngton Jhonis, também recebeu outras reclamações e estará levantando mais detalhes e colocando em pauta na próxima sessão, que ocorre dia 05 de fevereiro no plenário da câmara municipal.

Nenhum comentário: