PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

"Estou pronto para governar o Paraná com seriedade, respeito e muito trabalho"

Confira o artigo escrito por Osmar Dias
“O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.” Martin Luther King
2018 será um ano de muitos desafios para os brasileiros e para nós, paranaenses. Teremos que decidir os rumos do país e do Estado e escolher um presidente da República, um governador, senadores, deputados federais e estaduais, na mais importante eleição dos últimos tempos. Será uma eleição marcada, principalmente, pela descrença da população com os políticos, depois da revelação de tantos escândalos envolvendo praticamente todos os partidos. Mas a justa indignação contra os maus políticos não pode ser argumento para criminalizar a política e acreditar que todos os que fazem política não prestam ou são desonestos. Esse raciocínio só afasta as pessoas de bem da política e favorece o surgimento dos salvadores da pátria. Foi esse discurso que elegeu Fernando Collor e todos sabemos quais as consequências. Essa radicalização me deixa preocupado. Uns defendem a intervenção militar. Outros vão votar protestando. Nem um nem outro vão construir um Brasil melhor. O Brasil será melhor se as pessoas forem votar escolhendo a história da pessoa, a capacidade que ela tem para ser um gestor público. Fui senador por dois mandatos, fiquei sete anos afastado da política e serei candidato a governador no ano que vem, justamente porque acredito que tenho que dar a minha contribuição ao Paraná. Nosso Estado precisa de um governo de pulso firme, que tenha um projeto consequente e resgate o orgulho de ser paranaense. Acredito que a política é um instrumento para melhorar a vida das pessoas. Foi por isso, por exemplo, que apresentei no Senado um projeto para permitir que os doentes de câncer tenham rapidez no atendimento no SUS. Virou lei, assim como o projeto do Primeiro Emprego, a legislação do estágio e outras iniciativas minhas no Senado. Como pré-candidato ao governo, tenho percorrido o Paraná colhendo sugestões para elaborar um plano de governo que permita o desenvolvimento econômico e social para todas as regiões do Estado. Porque apesar dos avanços, o Paraná ainda é um Estado com muitas desigualdades sociais e precisa de investimentos em áreas essenciais como a saúde, a segurança, a educação e em projetos de infraestrutura como estradas, aeroportos, ferrovias. O Paraná, repito, precisa de planejamento e projetos. Por exemplo, quando fui secretário da Agricultura, criei o Paraná Rural, que revolucionou a agricultura, readequou mais de 44 mil quilômetros de estradas rurais e lançou as bases para que o nosso Estado hoje seja modelo para a agropecuária brasileira. Mas há décadas que o Estado não investe em programas consistentes e duradouros. Precisamos atrair investimentos internacionais, fazer parcerias, para garantir que projetos importantes para o Paraná virem realidade. Nem o Brasil nem o Paraná suportam mais aventuras. Precisamos de governantes com experiência política e administrativa e com compromisso claro e transparente de governar com honestidade e decência. Osmar Dias (PDT) é produtor rural e engenheiro agrônomo. Foi secretário da Agricultura do Paraná entre 1987 e 1994, na gestão dos governadores Alvaro Dias e Roberto Requião. Em 1994, disputou seu primeiro cargo eletivo, sendo eleito senador do Paraná. Foi reeleito em 2002. Em 2011, assumiu como engenheiro agrônomo a função de vice-presidente de Agronegócio do Banco do Brasil, em que permaneceu até 2016. Criou o programa Inovagro que financia inovação tecnológica, o “ABC” que incentiva a agricultura de baixo carbono, que pensa também no meio ambiente. Em sua gestão, o crédito para a agricultura brasileira no Banco do Brasil aumentou de R$ 70 bilhões para R$ 180 bilhões. A nota foi publicada em um artigo do Jornal Agora de Mandaguari, LEIA MAIS.

Nenhum comentário: