PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

terça-feira, 28 de novembro de 2017

‘Ideologia de gênero’ gera discussão na câmara de Apucarana

O projeto, de autoria do vereador José Aírton Deco de Araújo, foi lido durante a sessão e será votado na próxima segunda-feira 04/11
98 FM APUCARANA - O plenário da Câmara de vereadores de Apucarana ficou lotado de pessoas que foram acompanhar a sessão nesta segunda-feira 27/11. Os Apucaranenses foram protestar a favor e contra o Projeto de lei que proíbe a ‘ideologia de gênero’ na cidade. O projeto, de autoria do vereador José Aírton Deco de Araújo, foi lido durante a sessão e será votado na próxima segunda-feira 04/11. O clima esquentou na Câmara quando o vereador tentou explicar o que fala o projeto, e que ele não seria votado durante a sessão. Alguns manifestantes começaram a gritar contra o projeto, e outros a favor. O presidente da Casa, vereador Mauro Bertoli pediu para que a população mantivesse a calma e chegou a chamar guardas municipais para conter a situação. O vereador Deco disse que o projeto não tem cunho religioso, “ É um projeto da família apucaranense, e não tira o direito de ninguém, mas precisamos conter essa panfletagem ideológica que acontece no Brasil todo. Não desrespeitei ninguém e peço que não me desrespeitem,” ressalta Deco. O projeto proíbe, em seu Art. 1º, “a distribuição, utilização, exposição, apresentação, recomendação, indicação e divulgação de livros, publicações, palestras, folders, cartazes, filmes, vídeos, faixas ou qualquer tipo de material, lúdico, didático ou paradidático, físico ou digital, contendo manifestação ou mensagem subliminar da ideologia de gênero nos locais públicos, privados de acesso ao público e entidades de ensino do município”. O texto afirma ainda que o material proibido é “todo aquele que inclui em seu conteúdo informações sobre a prática da orientação ou opção sexual, da igualdade ou desigualdade de gênero, de direitos sexuais e reprodutivos, da sexualidade polimórfica, da desconstrução da família e do casamento tradicionais, ou qualquer manifestação da ideologia de gênero”. O Vereador Marcos da Vila Reis, disse que o projeto precisa de mudanças, “Ele amplificou de mais, não é correto proibir dessa forma. Eu sou a favor de uma audiência pública para discutir esse assunto,” destaca o Vereador. Vejam mais detalhes no site da 98 FM, CLIQUE AQUI.

Nenhum comentário: