PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Estudantes do Japão fazem intercâmbio com Colégio Agrícola de Apucarana

Esse é o 39º grupo de jovens líderes japoneses que vem ao Brasil e o 7º ano que a visita ocorre no Colégio Agrícola
Estudantes da Província de Hyôgo, no Japão, estiveram nesta quinta-feira (09/11) em Apucarana, onde participaram de um intercâmbio com alunos do Colégio Agrícola Estadual Interventor Manoel Ribas. Esse é o 39º grupo de jovens líderes japoneses que vem ao Brasil e o 7º ano que a visita ocorre no Colégio Agrícola. Conforme Hirofumi Kofune, chefe da delegação, o grupo é formado por 11 alunos e três professores. “O objetivo é promover o encontro entre os colégios agrícolas de Apucarana e de Hyôgo, fazendo a ponte e fortalecendo os laços entre o Brasil e o Japão”, afirma Kofune, que teve o pronunciamento traduzido por Tatiane Keiko da Silva Abe de Sousa, professora da Escola Nipo-brasileira de Apucarana, mantida pela colônia japonesa. Um dos pontos que mais chamou a atenção da comitiva japonesa são as grandes extensões de terra disponíveis para o cultivo no Brasil. “A gente se surpreendeu muito com o tamanho das áreas, mas mesmo sendo o Japão um país pequeno, com áreas menores, é possível aprender e pesquisar muitas coisas”, pondera Kofune. Rosiney Pimenta, a diretora geral do Colégio Agrícola, deu as boas vindas e apresentou a estrutura da instituição de ensino. “Espero que vocês levem para o Japão uma boa experiência. Temos uma área de 93 hectares disponível para as atividades e apresentaremos projetos na prática da pecuária e agricultura”, disse Rosi. Satio Kayukawa, que integra a diretoria da Associação Cultural e Esportiva de Apucarana (Acea), afirma que uma Província equivale a um Estado, entretanto a área territorial de Hyôgo equivale ao do município de Apucarana. “É um lugar quente, mas dependendo da época do ano neva. E neste pequeno espaço territorial existem 11 colégios agrícolas”, compara Satio. Muitas culturas, especialmente na fruticultura e hortaliças, foram trazidas por imigrantes japoneses para o Brasil. “Tem culturas tradicionais no Japão como o caqui, maça, pêra, berinjela, pepino, gengibre e tomate que foram introduzidas no Brasil”, afirma Satio, citando ainda que em Hyôgo são cultivados também o milho e o trigo. O grupo de japoneses está no Brasil desde o dia 4 de novembro. Além de Apucarana, a programação prevê visitas outros municípios como Maringá, Curitiba, Foz do Iguaçu e também no Estado de São Paulo. O final da missão está previsto para o dia 16 de novembro, quando o grupo retornará ao país de origem.

Nenhum comentário: