PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Alunos protagonizam júri simulado no Fórum de Apucarana

A atividade é o ápice do projeto “Justiça e cidadania também se aprendem na escola”, desenvolvido com os alunos do 5º ano da rede municipal de ensino
Concluindo as atividades do projeto “Justiça e cidadania também se aprendem na escola”, os alunos do 5º ano da Escola Municipal Professora Marta Pereira da Silva simularam um júri, na tarde de hoje (6), nas dependências do Fórum Desembargador Clotário Portugal. Diante de juízes, promotores, advogados e dos próprios pais e professores, a turma trouxe à discussão a prática do bullying e da agressão no espaço escolar. “Eles se empenharam bastante na elaboração da história e das perguntas feitas ao longo da audiência. O mais surpreendente foi a sentença que as crianças escolheram, que condenou tanto o réu pela prática da agressão como a vítima pela prática do bullying,” elogiou a diretora do Departamento Jurídico da Autarquia Municipal de Educação, Elaine Caliman Soares. O projeto “Justiça e cidadania também se aprendem na escola” é uma iniciativa do Tribunal de Justiça do Paraná que tem como objetivo divulgar noções básicas sobre o funcionamento do Poder Judiciário à população. Esse ano, cerca de 1.500 alunos, matriculados nas turmas de 5º ano das 37 escolas municipais participaram das atividades. “Primeiramente, as crianças refletiram em sala de aula sobre os temas propostos pela cartilha do projeto, como os direitos e deveres de cada pessoa. Na sequência, as crianças visitaram o fórum, assistiram a palestras com diversos profissionais do judiciário e prepararam teatros, júris simulados e outras apresentações culturais. O currículo da rede municipal de ensino prevê que os alunos aprendam noções de cidadania, por isso, propostas como a do Tribunal de Justiça do Paraná são sempre bem-vindas,” afirmou a secretária municipal de Educação, Marli Fernandes. A aluna Alice Carolina Maia da Silva atuou como juíza na simulação e aprovou a experiência. “Eu gostei de vir ensaiar aqui no Fórum. Muitas vezes, as pessoas fazem coisas que nem sabem que é crime, como jogar lixo no chão e deixar o mundo poluído. Acho que precisamos de mais conscientização,” disse. Assistiram à apresentação dos alunos da Escola Municipal Professora Marta Pereira da Silva, os juízes Osvaldo Soares Neto, José Roberto Silvério e Renata Bolzan Jauris, os promotores Gustavo Fernandes Marcel Marinho e Fabrício Drumond Monteiro, a defensora pública Renata Miranda Duarte, e o representante da Ordem dos Advogados do Brasil, Márcio Rei. Fotos: Edson Denobi.

Nenhum comentário: