PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

IVAIPORÃ - Produtores rurais são incentivados pela Prefeitura a produzir flores

O diretor do Departamento Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Agronegócio da Prefeitura de Ivaiporã, Marcus Wielewski, produtoras rurais de Ivaiporã e da Sociedade Rural Ipiranga (Sorip) do Sabugueiro estiveram em Apucarana, na terça-feira, dia 26 de outubro, com o objetivo de visitar estufas de flores mantidas, há 46 anos, pela família Metta. A Fatec (Faculdade de Tecnologia do Vale do Ivaí) de Ivaiporã foi representada por alunos do curso de tecnólogo em Agronegócio. O grupo de Ivaiporã foi recebido pelo gerente da propriedade, Wendel Metta, que mostrou 30 estufas com cerca de 2 mil metros quadrados cada uma delas. Segundo Marcus Wielewski, há um projeto em andamento no município visando incentivar os produtores rurais a cultivar flores. “O mercado de flores proporciona renda, porque cresce anualmente”, lembrou Wielewski, reforçando que o mercado de flores estima um crescimento em torno de 9% este ano. Segundo dados do Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura), o faturamento do setor vem crescendo significativamente. Foram faturados R$5,7 bilhões em 2014. Em 2015 foram R$6,2 bi. E, em 2016, o montante de R$6,65 bi. Este ano, a previsão de crescimento no país é de 9% com faturamento de R$7,2 bilhões. “Há plantios de flores, por exemplo, nos municípios de Rosário do Ivaí, Apucarana, Marialva e Cianorte. Em Ivaiporã, há produtores rurais interessados em investir no setor”, contou Marcus Wielewski. Em março, a Prefeitura de Ivaiporã promoveu duas palestras subordinadas aos temas “Mercado de Flores no Brasil – oportunidades e investimentos”, ministrada pelo consultor de negócios Marcus Sabatini, e “Flores e Plantas Ornamentais”, conduzida pela engenheira agrônoma e docente do Campus do IFPR de Ivaiporã, Vanessa Stegani. O objetivo foi incentivar a comercialização, uma vez que gera renda e desenvolvimento econômico. “Acredito que a próxima meta dos produtores será esclarecer dúvidas com um consultor, analisar financiamento da área a ser plantada, montar estufas e comercializar flores”, cogitou Wielewski. Nesses casos, os produtores serão incentivados pelos Departamentos Municipais de Indústria, Comércio, Turismo e Agronegócio, e de Agricultura da Prefeitura de Ivaiporã, Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Emater, Sebrae e Campus do IFPR (Instituto Federal do Paraná).

Nenhum comentário: