PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

PRISÃO - Homens são presos após tentativa de homicídio em Ivaiporã

Dupla suspeita do crime foi presa em Jardim Alegre (Foto: Ivan Maldonado)
Arma calibre 38 utilizada no crime. Por: Antonello NadalDois homens de Campo Mourão foram presos em flagrante na manhã desta sexta-feira, 29 de setembro, após praticarem uma tentativa de homicídio contra uma menina de 14 anos, na cidade de Ivaiporã. Segundo informações repassadas ao Repórter do Vale, o caso aconteceu depois que uma adolescente de nome Karolina Leal dos Santos, de 14 anos foi baleada com 5 tiros na Rua Cuba, esquina com a Avenida Castelo Branco, (próximo da Sanepar) em Ivaiporã, ela foi socorrida pelo equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhada até ao Hospital para atendimento médico em estado considerado grave com ferimentos na face, tórax,braço e perna. Segundo a 6ª Companhia Independente da Polícia Militar (6ª CIPM), a mãe da garota informou que dois homens se aproximaram em um veículo Fiat/Tempra, e questionaram se sua filha era Brunielly. A menor disse que não, mas que conhecia a pessoa procurada. Os atiradores deram uma volta com o carro e logo na sequência se aproximaram novamente, momento em que um deles efetuou os disparos, acreditando que a jovem estivesse mentindo sua identidade verdadeira. Buscas foram feitas na região onde na cidade de Jardim Alegre conseguiram abordar um veículo com a mesma carateristas, no carro estavam Adão Cavalheiro, 42 anos, e Pedro Guilherme de Castilho, 21 anos, na vistoria foi encontrado uma arma calibre 38 da marca Rossi, com 5 munições deflagradas, que foi utilizada na ação criminosa. Segundo os elementos, o crime teria sido encomendado por uma pessoa de Ivaiporã onde o autor dos disparos teria recebido R$ 3 mil e o motorista R$ 500 reais. A ação contou com o apoio das equipes policiais de Ivaiporã, Lidianópolis e Jardim Alegre. Fotos: Ivan Maldonado e Antonello Nadal. A polícia está investigando toda a situação, onde os detidos negam ainda outras situações na qual estão sendo acusados.

Nenhum comentário: