PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

IVAIPORÃ - Prefeito mostra perspectiva da Praça Japão à comunidade japonesa na Aceni

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, se reuniu com a comunidade japonesa na Aceni (Associação Cultural Esportiva Nikkei de Ivaiporã), na segunda-feira, dia 18 de setembro, para falar sobre a Praça Japão, cuja perspectiva foi criada e apresentada pelo arquiteto e urbanista Fabiano Bitencourt. A perspectiva foi projetada na Praça Largo Manoel Ribas, próxima à Aggimotos. Para criar a perspectiva da Praça Japão, Fabiano Bitencourt disse que fez uma extensa pesquisa sobre arquitetura nipônica, porque o espaço exige um grande número de elementos relacionados à cultura japonesa. “Foi levado em consideração o fluxo de motoristas e pedestres. Além disso, há elementos mais curvos e não geométricos”, explicou. Segundo o arquiteto e urbanista, elementos como lixeiras, bancos e luminárias são característicos do Japão. “Durante o processo de elaboração da perspectiva procurei saber se os objetos que compõem a Praça Japão são encontrados no Paraná, Santa Catarina ou São Paulo. Afinal, não adiantaria pôr na perspectiva elementos difíceis de encontrar”, justificou Fabiano Bitencourt. De resto, o arquiteto e urbanista informou que se trata de construção normal – mais elaborada, como, por exemplo, o museu que envolverá trabalho com madeira. “Elaborar este projeto foi um desafio, porque se tratou da primeira perspectiva japonesa. Portanto, estou muito feliz com resultado, uma vez que me levou a sair do cotidiano do meu escritório”, confessou Fabiano Bitencourt, que normalmente desenvolve mais projeto para casas e salas comerciais. O presidente da Aceni, Sunao Yotsumoto, parabenizou o prefeito Miguel Amaral pela iniciativa e espera ver a obra iniciar logo que possível para atrair turistas a Ivaiporã. Em seguida, Yotsumoto passou a palavra ao ex-presidente Jorge Kawano, que enalteceu o prefeito por prestigiar a comunidade japonesa. “Quando Miguel Amaral anunciou que seria elaborado o projeto da Praça Japão, confesso que não esperava ver a perspectiva tão rápida. Mas, como se tratava de um anúncio feito por um amigo de longa data, a espera durou pouco. Conheço a capacidade do prefeito, por isso, é um grande prazer ver que o projeto foi concluído”, declarou Jorge Kawano. Miguel Amaral afirmou que, há muitos anos, é amigo da comunidade japonesa, por isso, defendeu a importância de valorizar a cultura no município, construindo a Praça Japão. “O objetivo é transformar algumas praças do município em espaços temáticos voltados ao turismo, que corresponde a 10% da economia do mundo”, lembrou o prefeito. O turismo de eventos, segundo Miguel Amaral, também atrai dezenas de visitante, como foi o caso do 30º Jogos da Juventude do Paraná (Jojups), que atraiu 3.500 atletas – além de comissão técnica e dirigentes esportivos. O próximo será o XXVI Campeonato Paranaense de Fanfarras e Bandas, no dia 7 de outubro, com apresentação de 40 corporações do Paraná, ultrapassando 2 mil participantes. O prefeito concluiu pedindo a colaboração da comunidade japonesa na manutenção da Praça Japão e sugerindo que seja promovido anualmente um festival nipônico. A reunião na Aceni contou com a presença da direção, associados, primeira-dama Nair Amaral, vice-prefeito Ilson Gagliano e dos diretores dos departamentos municipais da Prefeitura. Outras perspectivas de praças - O arquiteto e urbanista Fabiano Bitencourt projetou a Praça França no canteiro central da Avenida Souza Naves, pegando da rotatória da Prefeitura à Praça Manoel Teodoro da Rocha, em frente ao Edifício Onnix. Praça Inglaterra na antiga Praça das Éguas, em frente à Silvel. Praça Itália no canteiro central da Avenida Souza Naves, em frente à Residence Planejados – indo até o Posto União. Praça Portugal na Praça da Fumaça, em frente à Casa Esperança e à Panificadora Pão de Açúcar. Praça Alemanha em frente à Cervejaria Hawp Bier. E a Praça Ucrânia cujo espaço será definido.

Nenhum comentário: