PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Ministro da Saúde visita Prefeitura de Ivaiporã

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, esteve em Ivaiporã, na quarta-feira, dia 23 de agosto, quando foi recebido pelo prefeito Miguel Amaral e lideranças da região. O encontro aconteceu no salão nobre, onde também compareceram diretores de unidades hospitalares e prefeitos. Miguel Amaral deu as boas-vindas e parabenizou o trabalho que o ministro realiza, em Brasília, orgulhando o Paraná. O prefeito desejou sucesso nas próximas eleições e convidou Ricardo Barros a retornar a Ivaiporã. Na visita a Ivaiporã, Ricardo Barros informou que é pré-candidato a deputado federal. Além disso, declarou que o governador Beto Richa decidiu concorrer ao Senado, enquanto a vice-governadora Cida Borghetti assumirá o Governo do Estado, e disputará a reeleição no cargo de governadora. Sobre a saúde brasileira, Ricardo Barros reconheceu que o setor tem muitas carências. “Mas é o melhor sistema. Fizemos algumas economias e aplicamos na saúde. Agora, espero avançar mais com a informatização dos sistemas”, disse o ministro. Marcos Gevert, proprietário do Hospital do Rim, questionou o ministro sobre a melhoria de remuneração relacionada à terapia não substitutiva. Ricardo Barros disse que, após análise com um grupo de trabalho, em Brasília, foi calculado o custo da hemodiálise, corrigido o valor e discutida a substituição de linhas e capilares de hemodiálise. “É um dos serviços que o Ministério da Saúde paga 100% do custo. Mas não concordo. O financiamento deveria ser tripartite – município, Estado e União. Mas prorrogamos a substituição para podermos calcular o impacto financeiro”, respondeu. Por outro lado, o prefeito de Arapuã, Deodato Matias, perguntou a Ricardo Barros sobre a continuidade do programa Mais Médicos. “Em 1.500 municípios nunca tiveram médicos do programa Mais Médicos. Na época que foi lançado não se inscreveram. Como o Orçamento da União está fechado temos dificuldade de atender. A não ser que sejam reduzidos de outros municípios. Mas estamos negociando com algumas capitais. Em 17 capitais tem 1.600 médicos do programa Mais Médicos, o que entendo que não deveriam ter”, discordou Ricardo Barros. Sobre a reposição do programa Mais Médicos, questionada pelo diretor municipal de Saúde de Ivaiporã, Claudeney Martins, o ministro da Saúde disse que estava prevista a chegada de mais profissionais, após a suspensão por parte de Cuba por 60 dias. Habilitação do Samu - O prefeito Miguel Amaral também questionou o ministro da Saúde sobre a habilitação das ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) da 22ª Regional de Ivaiporã. Ricardo Barros disse que se a documentação estiver pronta será publicada. “Só no Paraná publicamos R$135 milhões por ano de custeio permanente de serviços. Portanto, é feito um grande esforço em parceria com o Governo do Estado”, comentou. A habilitação do Samu possibilitará ao Governo Federal realizar repasses para ajudar a auxiliar o serviço. Há uma semana, o diretor do Hospital e Maternidade Ivaiporã (HMI), Orlando Sanchez Júnior, reuniu-se com o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, após dar entrada com pedido de descredenciamento do SUS (Serviço Único de Saúde) devido a dificuldades financeiras que o HMI enfrenta e da falta de apoio do Estado. O assunto foi abordado durante a visita do ministro da Saúde. “A maior parte das unidades de saúde filantrópicas é bem organizada financeira, enquanto outras não. Há um endividamento muito alto no setor. Inclusive o Congresso Nacional votou uma espécie de Refis [Programa de Recuperação Fiscal] com juros subsidiados para o financiamento das dívidas”, explicou Ricardo Barros, avisando que está aberto ao diálogo para avaliar a real dificuldade. Quanto aos equipamentos para UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Ivaiporã, citados pelo vice-prefeito de Ivaiporã, o ministro da Saúde garantiu que não há dificuldades em cedê-los. “Não temos restrição financeira. Basta cumprir a burocracia”, afirmou. Ricardo Barros estava acompanhado do deputado estadual Evandro Junior, que mencionou o trabalho que o prefeito Miguel Amaral realiza em Ivaiporã. “É o reflexo daquilo que a população brasileira deseja, assim como Ricardo Barros fez em Maringá, quando era prefeito, transformando a cidade numas das melhores para se viver”, comparou o deputado.

Nenhum comentário: