PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Delação de Silval Barbosa traz vídeos de políticos de MT recebendo propina

BORRAZÓPOLENSE ENVOLVIDO EM CORRUPÇÃO
De acordo com Silval Barbosa, ex-governador do Mato Grosso, durante sua gestão, era rotineiro o pagamento de propina a membros do Poder Legislativo
Os parlamentares recebiam para que o governador conseguisse manter a governabilidade e não ter nenhum dos membros do alto escalão do governo mato grossense investigado em CPI. Os vídeos foram gravados em 2013, a mando de Silval Barbosa, por Silvio Cesar Correa, chefe de gabinete do ex-governador para comprovar o pagamento de mensalinho a onze deputados estaduais a época. Cada parlamentar teria recebido o montante de seiscentos mil reais a serem pagos em doze parcelas de R$ 50 mil. Entre os políticos que aparecem no vídeo, estão o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, Ezequei Fonseca, atualmente deputado federal, o ex-deputado estadual Alexandre Cesar e a atual Prefeita de Juara Luciane Bezerra. O dinheiro vinha de um acordo feito entre Silval e empreiteiras que faziam obras de asfaltamento, no programa chamado MT Integrado. Em outro caso, Silval diz ter pago duzentos mil reais a três deputados estaduais para que votassem pela aprovação das contas de Silval. Os deputados continuaram pedido propina mesmo após a prisão de Silval. Rodrigo Barbosa, filho do ex-governador, gravou reuniões com o então deputado estadual Jeferson Wagner. No acerto, o parlamentar receberia R$ 7 milhões para ser dividido entre os membros da CPI das obras da Copa do Mundo, para isentar Silval na investigação. Esse pagamento não foi realizado. De acordo com a Prefeitura de Cuiabá, Emanuel Pinheiro chegou hoje ao Brasil. Eles estava em missão oficial nos EUA e só reassume o posto na 2a feira. Em seu perfil no facebook o prefeito disse que ainda não teve acesso a delação e que por recomendação dos advogados não vai comentar a acusação. A produção ainda está tentando contado com os outros citados. Em delação premiada assinada com a Procuradoria-Geral da República, o ex-governador Silval Barbosa relata esquema de corrupção em Mato Grosso, quando esteve à frente do executivo estadual. Para comprovar os depoimentos, o delator apresentou documentos e gravações em áudio e vídeo. Nesta sexta-feira, o ministro Luiz Fux autorizou a abertura de inquérito para investigar as declarações do ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa. Fonte: Renata Martins – EBC.

Nenhum comentário: