PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí reúne 25 Apaes do Estado com 500 alunos inscritos

Nesta quarta-feira, dia 30 de agosto, estudantes e professores do curso de Educação Física do Campus Regional do Vale do Ivaí promovem o 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí, no Estádio Manoel Fernandes Silva/Complexo Esportivo da Universidade Estadual de Maringá (UEM), com apoio da Prefeitura de Ivaiporã, Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã, Sesc e Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo. Segundo a organização, o 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí reúne 500 alunos de Apaes de 25 municípios do Estado, envolvendo 60 acadêmicos e 11 professores. O festival tem como objetivo promover a inclusão e integração social, estimulando a prática do atletismo pelas pessoas com deficiência, atribuindo visibilidade às potencialidades desta população. É considerado o maior evento do Estado para esse público no formato de festival. Para fazer parte da abertura foram convidados o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral; diretor do Campus Regional do Vale do Ivaí, Ricardo Alexandre Carminato; professora da disciplina de Organização, Administração e Gestão em Educação Física, Vanessa Ribeiro; acadêmica Bruna Fernanda da Silva; coordenadora do curso de Educação Física, Fernanda Porto; coordenador adjunto Wendell Arthur Lopes; chefe do Escritório Regional 12, Leonardo Arruda; representante da Secretaria de Estado do Esporte e Turismo, Emerson Venturine; diretores dos Departamentos Municipais de Esporte e Educação de Ivaiporã, Jaime Sacco e Rose Sirço – respectivamente; representante do Conselho de Educação Física, Agnaldo Baldo; gerente executivo do Sesc Ivaiporã, Marcos Aurélio Henrique de Oliveira; e a coordenadora do Núcleo Regional de Educação, Sandra Manesco. 
Comitê Paralímpico Brasileiro - Ricardo Carminato agradeceu aos acadêmicos e professores pela organização do 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí. “Trata-se de um dia único na vida de muitos alunos das Apaes”, afirmou Carminato, que também dirigiu um agradecimento especial ao secretário de Estado do Esporte e Turismo, Douglas Fabrício, “porque o 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí é reconhecido no Paraná”, acrescentou. Segundo Ricardo Carminato, o Comitê Paralímpico Brasileiro reconheceu e parabenizou o 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí, considerado um dos maiores eventos promovidos para pessoas com deficiência. “Inclusive, o Comitê Paralímpico Brasileiro pertence adotar o Festival Paralímpico no Brasil. Dessa forma, o esporte paraolímpico poderá ser incentivado a partir da infância e não aos 30 anos como acontece com muitos atletas”, comemorou Ricardo Carminato. Para aqueles que apoiam o 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí, o prefeito Miguel Amaral dirigiu um agradecimento especial. “Este evento é muito importante, por isso, precisamos nos unir e fortalecer o Festival Paralímpico do Vale do Ivaí”, defendeu o prefeito. Em seguida, Leonardo Arruda deu as boas-vindas aos atletas, professores e funcionários das 25 Apaes inscritas no 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí, parabenizou os organizadores e agradeceu ao prefeito Miguel Amaral pelo apoio ao evento que valoriza e revela talentos com deficiência física. A pira olímpica foi acesa pelo padrinho do 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí, Edevaldo Pereira da Silva, que percorreu o campo do Estádio Manoel Fernandes Silva, enquanto era aplaudido por autoridades e atletas. Edevaldo Silva é campeão na modalidade de dardo F44, recordista paranaense em 2012/2017, campeão paraense das etapas do Circuito Caixa de Atletismo 2012/2017 e campeão e recordista do Open Internacional de Atletismo de São Paulo 2013/2017. Além disso, conquistou 3 medalhas de Ouro na Argentina, ficou em 7º lugar na Paraolimpíadas do Rio de Janeiro 2016. Atualmente, Edevaldo Silva está em 1º lugar no ranking brasileiro, 2º no ranking da América e 3º no ranking mundial – entre outros títulos. “É uma honra ser padrinho do 4º Festival Paralímpico do Vale do Ivaí e um orgulho que é um exemplo para o Comitê Paralímpico Brasileiro”, declarou Edevaldo Silva, que também parabenizou os professores das Apaes por incentivar o esporte. “Comecei a competir aos 30 anos e espero encerrar a competições aos 60 anos”, avisou o padrinho, após acender a pira olímpica. O evento teve provas de arremesso de peso, caminhada adaptada, lançamento de dardo, lançamento de pelota, salto em distância e o revezamento 4x100 em todas as classes, nas categorias A, B e C. Na categoria A foram alunos entre 14 a 16 anos; categoria B alunos entre 10 a13 anos; e na categoria C alunos com 17 anos ou mais.




Nenhum comentário: