PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quarta-feira, 26 de julho de 2017

IVAIPORÃ - Prefeitura executa um dos maiores programas de cascalhamento em estradas rurais da região

Quem reside na zona rural também precisa de acesso a serviços básicos, tais como saúde e educação. No entanto, o acesso era quase sempre agravado devido às péssimas condições das estradas rurais, especialmente nas comunidades da Água do Milagre, Bairro dos Silva e Santa Luzia. Segundo os produtores rurais que vivem nessas comunidades as condições das estradas dificultavam o deslocamento a Ivaiporã, bem como a entrega de produção de leite, queijo, soja, milho e frango, por exemplo. O cenário mudou na região após o prefeito Miguel Amaral assumir o mandato, reunir associações de produtores rurais e ouvir as principais reivindicações. A maioria foi unânime: era necessário executar obras de cascalhamento para facilitar o escoamento da produção e aumentar a renda familiar – além de ajudar a manter o homem no campo. Conforme justificou o prefeito Miguel Amaral, o estado de conservação das estradas influencia o custo do transporte e a qualidade do produto transportado. “Como a economia da região está relacionada ao agronegócio, a conservação de estradas rurais é fundamental. Afinal, os pequenos agricultores também abastecem feiras, supermercados e mercearias. Nesse sentido, os produtos precisam ser entregues independente das condições climáticas”, lembrou Miguel Amaral, destacando que a continuidade da gestão anterior e o bom entrosamento com a Câmara de Vereadores estão possibilitando novas conquistas.
Produção aumenta - Um dos casais produtores que sentiu os reflexos das obras de cascalhamento nas estradas rurais foi Pelópede João Silvestre e Maria Pereira de Camargo Silvestre, que vivem no Sítio São Silvestre, na comunidade da Água do Milagre. “O Departamento de Viação da Prefeitura de Ivaiporã fez o meu carreador e colocou cascalho. A obra ficou muito boa! Foi colocado cascalho, há 16 anos, porque eu mandei colocar e paguei”, contou o produtor. Quando chovia, Pelópede Silvestre ficava basicamente impedido de entregar frango e queijo a comerciantes de Ivaiporã. “Há poucos dias, o diretor do Departamento de Viação da Prefeitura, Elizeu Magri, apareceu com as máquinas e iniciou obra no meu carreador – e nem precisei pedir ao prefeito. Por isso, sou muito grato, porque não tenho mais prejuízo com a produção de frango e queijo”, comemorou Pelópede Silvestre. Segundo Maria Silvestre, quando o marido se deslocava a Ivaiporã, para entregar a produção, ela ficava em casa preocupada devido ao tempo que Pelópede Silvestre demorava para retornar. “A obra no carreador refletiu na produção, porque passamos a fazer mais entregas e a receber visita da família”, disse a produtora. Elizeu Magri disse que tinha conhecimento da necessidade de cascalhar o carreador. “Só aguardei o momento oportuno para executar a obra de cascalho. Confesso que é uma grande satisfação poder atender as necessidades dos pequenos produtores, que sofriam há muitos anos devido à falta de acesso à cidade, onde entregam produtos que produzem e sustentam a família”, explicou o diretor de Viação.
Bairro dos Silva - Valmor Silva, casado com Cleusa Borges da Silva, só tem motivos para comemorar. Segundo o produtor de leite, a Prefeitura executou um excelente trabalho de cascalhamento no carreador, que tem cerca de 800 metros. Há cerca de 20 dias, o produtor jogou 1.000 litros de leite por não conseguir transportar devido às péssimas condições da estrada. “Sofríamos por causa do mau tempo e perdíamos a produção de leite. Mas o prefeito Miguel Amaral nos ajudou autorizando a obra e a nossa vida mudou bastante. Por isso, estamos orgulhosos do prefeito que apoiamos”, garantiu Silva. Como o carreador facilita o transporte de leite e a locomoção da família, Valmor Silva pretende investir mais na propriedade. “O prefeito Miguel Amaral se preocupa com a área rural, ajudando os pequenos produtores. O meu pai esperou 60 anos por esta obra e lutou muito com as gestões anteriores. Mas faleceu e não conseguiu ver que era possível executar. Por outro lado, a minha mãe ficou feliz”, lamentou Valmor Silva, contando que também não espera ver a execução da obra no início da gestão Miguel Amaral e Ilson Gagliano. “Pretendo ir à Prefeitura agradecer ao prefeito, porque ele lembrou dos produtores rurais”, antecipou o produtor. 
Facilidade de escoamento - Antônia Maria Romanini da Silva, que vive no Bairro dos Silva, há 34 anos, disse que a Prefeitura cascalhou a estrada que dá acesso à propriedade, facilitando o escoamento da produção de leite, soja e milho. “Quando alguém da família adoecia a situação se complicava, porque não tinha como ir a Ivaiporã. Agora, pode chover. A estrada está boa e não impede a locomoção”, contou Antônia Silva. A produtora contou que antes da obra de cascalhamento era necessário deixar o carro estacionado na estrada durante o período de mau tempo, caminhar pelo carreador para dormir em casa e pegar o carro no dia seguinte. “Certa vez, o carro ficou dois dias na estrada. Não tinha condições de chegar em casa. Agora, é possível aumentar a produção de leite, soja e milho”, comentou Antônia Silva.
CMDR valorizado - O presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR), José Luiz de Paula Dias, que também preside a Associação de Produtores da Água do Milagre, avaliou como bastante positivo o trabalho de cascalhamento realizado pela Prefeitura de Ivaiporã. José Dias lembrou que acompanha o trabalho da administração municipal e afirmou que tem dado certo. “O prefeito Miguel Amaral é do tipo que executa serviço e escolheu uma equipe [Departamento de Viação] muito boa. Aproveito para agradecer ao diretor Elizeu Magri, porque desenvolveu um excelente trabalho e me permitiu acompanhar a obra de cascalhamento na Água do Milagre”, declarou o presidente do CMDR. De acordo com José Dias, a obra executada naquela região beneficiou vários produtores rurais. “Também agradeço às equipes que trabalham nas estradas rurais, porque são muito dedicadas. Há dias, estive em um dos trechos de obra de cascalho e me deparei com uma equipe trabalhando de forma animada. Na minha opinião significa que o setor está bem, o que é bom para o município de Ivaiporã”, observou José Dias. José Dias reconheceu que o CMDR é valorizado pela administração municipal e consequentemente colabora com o desenvolvimento rural. “Fazia tempo que a zona rural estava bastante abandonada. No período eleitoral cheguei a desafiar os candidatos – caso eleitos – a investir apenas 10% do montante que é designado ao município. Garanto que é possível melhorar a situação com esta porcentagem”, comparou. José Dias acredita que a melhoria nas estradas rurais irá impactar positivamente na produção agrícola. “A obra de cascalhamento vai motivar a produção e a permanência do produtor no campo. Afinal, muitos foram embora para os grandes centros e aqueles que permanecem precisam de incentivo e estradas com qualidade para escoar a produção, especialmente de leite”, opinou o presidente do CMDR. José Dias concluiu cobrando dos produtores parceria na manutenção das estradas rurais, visando valorizar o trabalho executado. 
Investimento em vacas - José Paulino Bolela reside na Água do Milagre – próximo à Igreja do Milagre. Questionado sobre a obra de cascalhamento executada no carreador da propriedade onde reside, o produtor foi objetivo. “A Prefeitura de Ivaiporã realizou um ótimo serviço”, garantiu José Bolela. O produtor contou que esperava a obra, há muito tempo, para entregar a produção de leite em boas condições ao laticínio. “Agora, fui atendido e a minha intensão é aumentar a quantidade de vacas”, avisou José Bolela, que tem 9 vacas na propriedade. Ele explicou que construiu no campo com o objetivo de permanecer e produzir. “Não tenho estudo. Por isso, quero ficar no campo cuidando das minhas vaquinhas”, afirmou.
Comunidade Santa Luzia - Euzébia Moura Podadeira, que é mãe de Cleonice Aparecida Navas Podadeira e sogra de Pedro Custódio de Souza, mostrou-se muito feliz com a obra de cascalhamento no carreador da comunidade Santa Luzia, onde a família reside, há 60 anos, no Sítio São Manuel. Cleonice disse que a Prefeitura de Ivaiporã executou obra em 800 metros que dão acesso à residência, assim como nas extensões das famílias vizinhas. “Não tenho palavras para descrever como eram as condições no carreador. Por isso, passamos a ter uma vida antes e outra depois da obra de cascalhamento”, brincou Cleonice Podadeira. Em dias de mau tempo, ela garantiu que era impossível recorrer a unidades de saúde, por exemplo. “Quando voltávamos de Ivaiporã o carro ficava escondido no mato e caminhávamos de bota pelo carreador para chegar em casa. É que se carro subisse não descia ou se descesse não subia, por causa das péssimas condições”, contou. Segundo Cleonice Podadeira, o prefeito Miguel Amaral prometeu executar a obra e cumpriu a promessa. “O vice-prefeito Ilson Gagliano sempre nos visitava. Depois, vieram Elizeu Magri e as equipes para executar a obra”, explicou a moradora, contando que “era bonito de ver as equipes trabalhando animadas”. A obra no carreador da comunidade Santa Luzia foi executada há 20 dias e, segundo a família, a conquista será comemorada com churrasco.
Caminho estreado - Igualmente satisfeito com a obra está o casal Adão e Aparecida Cabrine, que vive na comunidade Santa Luzia. “Após anos de luta, a Prefeitura de Ivaiporã realizou a obra no carreador. Vários prefeitos prometeram olhar para a comunidade Santa Luzia, mas não cumpriram. Quem fez a obra foi o prefeito Miguel Amaral”, reforçou Aparecida Cabrine. O casal contou que, por diversas vezes, perdeu consultas médicas devido às péssimas condições do carreador. “Também perdíamos exames, porque o carro não subia. Agora, estreamos o caminho e ficou uma beleza”, comemorou Aparecida. Adão Cabrine garantiu que percorreu o carreador durante 25 anos sem cascalho. “Nos mandatos anteriores os prefeitos prometiam. Mas não fizeram a obra. Agora, se for preciso ir à cidade, não tem problemas. Por isso, somos felizes”, concluiu o casal, observando o cascalho e sorrindo.

Nenhum comentário: