PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

terça-feira, 13 de junho de 2017

Prefeitos do Vale do Ivaí discutem adesão ao serviço de cobrança da Sanepar

A taxa de serviço de coleta de lixo de municípios do Vale do Ivaí deve sair dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e passar para a conta mensal da Sanepar. A proposta de prestação de serviço de cobrança está sendo discutida em reuniões da associação dos municípios da região, a Amuvi. Atualmente Apucarana, Marilândia do Sul, São João do Ivaí e Ivaiporã utilizam o serviço. O presidente da Amuvi, Beto Preto (prefeito de Apucarana), lembra que a cobrança na conta de água e o repasse para o município é um auxílio financeiro importante. “Este convênio com a Sanepar traz a sustentabilidade e a viabilidade da coleta do lixo e seu encaminhamento para o aterro. Agora vamos discutir a questão jurídica para a efetividade da cobrança”, disse o presidente da entidade, que conduziu a reunião na sexta-feira (9). Esta foi a segunda ocasião em que o assunto foi tratado entre os prefeitos. Beto Preto considera a possibilidade de um consórcio intermunicipal para o tratamento dos resíduos na região. “Temos que pensar em novas tecnologias e a Sanepar tem condições de investir em um aterro moderno para geração de energia e renda. Mas esta é uma outra etapa desta nossa conversa com os municípios do Vale”, comenta. O serviço de cobrança prestado pela Sanepar foi apresentado em detalhes pelo gerente da Assessoria de Novos Negócios da Companhia, João Pedroso. Ele está conduzindo a negociação e fornecendo informações aos prefeitos dos 20 municípios já atendidos com serviços de saneamento na região. “A Sanepar presta conta todos os meses e permite ao município acompanhar o pagamento de toda a base cadastral. Sabemos que esta entrada financeira é essencial para o pagamento das despesas da própria coleta dos resíduos domiciliares”, lembra Pedroso. 
O gerente geral da Sanepar na Região Nordeste, Sérgio Bahls, e o gerente regional da Sanepar em Apucarana, Luiz Carlos Jacovassi, também participaram da reunião e reforçaram a intenção da Sanepar em firmar parcerias para melhorar a gestão dos resíduos no Vale do Ivaí. “É uma parte do saneamento. Temos preocupação com o destino dado aos resíduos porque eles impactam diretamente na qualidade da água nos mananciais”, explica Bahls. “A Sanepar tem acumulado expertise na gestão dos resíduos. Nossa intenção é ajudar os municípios a promover o bem da saúde da população e para a preservação do meio ambiente”, avalia. EXPECTATIVAS - Para o prefeito de Cambira, Emerson Toledo, o serviço prestado pela Sanepar vai ajudar especialmente os municípios menores na solução de pendências. “Eu acredito muito nesta proposta e creio que ela vai fortalecer ainda mais os nossos municípios”, afirma. Ele também tem expectativa quanto a uma solução conjunta para o tratamento e destino dos resíduos. “Estamos buscando parcerias para conseguir atender as recomendações legais”, afirma. A dificuldade dos municípios em fazer a gestão dos resíduos também preocupa o prefeito de Novo Itacolomi, Moacir Andreolla. “Cerca de 50% dos mutuários não pagam o IPTU”, observa. Ele diz que o tratamento dos resíduos também demanda um esforço integrado. “Temos que trabalhar em cima desta questão e a parceria com a Sanepar é um meio rápido e eficiente de resolver este problema”, diz.

Nenhum comentário: