PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Estudo do Ipea reforça redução das taxas de homicídio no Paraná

A mais nova edição do Altas da Violência, elaborado pelo Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada (Ipea), reforça a redução das taxas de homicídios no Paraná. O Estado foi o segundo do Brasil com a maior queda no registro de mortes – 23,4% no período entre 2005 e 2015. O estudo intensifica a tendência de queda deste tipo de crime no estado paranaense. “Esta redução no número de homicídios vem acontecendo nos últimos sete anos. Em 2010, tínhamos uma taxa de mais de 30 mortes para cada 100 mil habitantes. Fechamos 2016 com a taxa de 22”, comparou o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita. “Ouve um investimento pesado do Governo Estadual na segurança pública com a contratação de mais de 11 mil profissionais e compra 3 mil novas viaturas. Estamos vendo agora os resultados deste investimento”, completou. O Paraná se destacou também em outros itens no estudo do Ipea. Maringá, no Noroeste do Estado, figura na lista das 30 cidades mais pacíficas do País. O Estado apresentou ainda maior redução na taxa de homicídio de mulheres: a queda foi de 30,2%, atrás apenas de Alagoas (-33,7). No País, a redução foi de 1,5%. Na faixa etária de 15 a 29 anos, que tem a maior incidência criminal, o Paraná foi o estado que mais reduziu a taxa de morte nesta faixa etária – uma queda de 24,2%, enquanto no Brasil houve um aumento de 17%. LEIA MAIS.

Nenhum comentário: