PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9977-1422

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Lidianópolis vai regulamentar transporte gratuito no município

O projeto foi encaminhado após o município ter descoberto a existência de uma denúncia anônima no Ministério Público Federal e no Tribunal de Contas da União, sobre algumas pessoas que estavam pegando carona no transporte escolar
O prefeito de Lidianópolis, Adauto Mandu, encaminhou projeto de lei para a Câmara de Vereadores do município, com o intuito de implantar um projeto para a regulamentação do transporte coletivo gratuito dentro do município. A princípio, a lei contemplará o transporte da população do distrito de Porto Ubá e das Vilas Rurais Cândido José Meliski e Sebastião Coelho do Carmo, pelo menos três vezes por semana, e nas comunidades rurais, pelo menos uma vez a cada semana, realizando o transporte gratuito da população. Ele comentou que o projeto foi encaminhado após o município ter descoberto a existência de uma denúncia anônima no Ministério Público Federal e no Tribunal de Contas da União, sobre algumas pessoas que estavam pegando carona no transporte escolar do município. A denúncia, logo nos primeiros meses da gestão, causou estranheza ao prefeito. “Nós apenas demos sequência à forma como o transporte escolar vinha sendo realizado há mais de 20 anos no município”, comentou. A partir do momento que tomou ciência da situação, Mandu determinou a proibição de que outras pessoas, à exceção dos alunos, utilizassem o transporte escolar. “Isso é triste, porque um grande número de pessoas está sendo prejudicado, mas a nossa gestão não vai colocar desculpas em denúncia e isso não vai nos impedir de trabalhar; se fechar a porta por um lado, vamos pelo outro e iremos resolver o problema”, comentou o prefeito. Mesmo antes de qualquer manifestação por parte do Ministério Público, o prefeito já tomou as providências e, além de encaminhar a lei à Câmara, também já está realizando os procedimentos para a abertura da licitação, visando a compra do veículo. Informações do Jornal Paraná Centro de Ivaiporã, LEIA MAIS.

Nenhum comentário: