PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9977-1422

quarta-feira, 17 de maio de 2017

E o Alerta Geada já entrou em operação aqui no Paraná

Resultado de uma parceria entre o Iapar e o Simepar, o serviço começou a funcionar nesta terça-feira e segue até o fim do inverno.
Entre os meses de maio e setembro, os pesquisadores das duas instituições acompanham as condições meteorológicas e publicam, diariamente, um boletim informativo sobre os riscos de geada na região. Segundo a agrometeorologista do Iapar, Heverly Morais, o Alerta Geada foi criado especificamente para a cafeicultura, mas, ao longo desses 23 anos, o serviço ganhou a adesão dos produtores de outras culturas e até de comerciantes. De acordo com a agrometeorologista do Iapar, o serviço opera com dois tipos de avisos, o chamado pré alerta, que é emitido quando as massas de ar frio, com potencial de causar danos às lavouras, se aproximam da região. Heverly Moraes explica que se as condições persistirem um novo aviso é divulgado em até 24 horas antes da previsão da geada. Heverly Morais diz que, dos cinco meses em que o serviço funciona, há um período de trinta dias no qual o produtor rural deve ficar ainda mais atento. O boletim informativo do Iapar está disponível nos sites do próprio órgão e do Simepar e também pelo telefone 43 3391-4500. Quem tiver interesse em receber o aviso de ratificação de geada por e-mail ou por “torpedo” no celular deve preencher um cadastro, disponível no endereço www.iapar.br. O órgão também disponibiliza no seu site uma série de recomendações para os agricultores protegerem a lavoura da geada. De acordo com o Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura, o Paraná tem atualmente cerca de 50 mil hectares ocupados com lavouras de café. A maior parte das lavouras paranaenses tem em média 10 hectares e é conduzida por pequenos produtores familiares. Para 2017, espera-se uma produção ao redor de 1,3 milhão sacas beneficiadas em todo o Estado. Por Marcos Garrido da CBN Londrina.

Nenhum comentário: