PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9977-1422

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Posto da PRF na BR-376, em Marialva, será transferido para Mandaguari

As obras já começaram e devem ser concluídas até o fim do ano
O início de uma obra na BR-376, a cerca de 500 metros da praça de pedágio de Mandaguari, tem chamado atenção de quem passa pelo local. Nos últimos dias chegou a circular na cidade um boato de que a construção seria uma medida da concessionária Viapar para impedir o acesso de veículos à Estrada Terra Roxa, que desde o começo de março voltou a ser usada como via alternativa por motoristas que não querem pagar a tarifa do pedágio. Mas na realidade, o que está sendo construído naquele ponto da rodovia é o novo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que deve ficar pronto até o fim deste ano. De acordo com o inspetor Pedro Faria, a transferência da base da PRF do local onde está sediada hoje, entre Marialva e Sarandi, se deve à futura construção do Contorno Sul Metropolitano. Faria explica que a nova rodovia passará por fora de Maringá e terminará no Contorno de Marialva. Com a construção desse contorno, todo o tráfego de veículos que vem das regiões de Paranavaí, Cianorte e Campo Mourão com destino a Londrina e Curitiba será desviado da área urbana e consequentemente não passará pelo atual posto da polícia. “Se o posto permanecer onde está hoje, o trabalho de fiscalização será totalmente comprometido, porque principalmente as pessoas que vêm das regiões de fronteira acabarão não passando por lá”, justifica. O inspetor também lembra que estão sendo construídas vias paralelas à rodovia ligando Marialva e Sarandi, o que reforça a necessidade de transferir o posto para outro trecho da BR. Segundo Pedro Faria, eram poucos os pontos da rodovia que ofereciam as condições necessárias para sediar um posto da PRF. “Fizemos a indicação daquele local e a sugestão foi aceita pela Polícia Rodoviária Federal”, diz. Por se tratar de um trecho que está sob concessão da iniciativa privada, a construção teve de ser autorizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e tanto o projeto quanto à execução da obra são de responsabilidade da empresa que administra a rodovia. “A PRF indicou como deveria ser o projeto, e as instalações seguirão o mesmo padrão dos postos que estão sendo construídos em todo o Brasil”, destaca. Além das salas operacionais, a estrutura terá quase toda a área externa coberta, canil e um heliporto, que servirá como base regional para uma das aeronaves da corporação. Faria diz acreditar que com as novas instalações, tanto as condições de trabalho dos policiais quanto à qualidade do atendimento oferecido aos cidadãos serão melhorados. “O interesse público está sendo colocado em primeiro plano. Já contamos com viaturas e equipamentos de ponta e passaremos a ter também uma estrutura de atendimento à altura do que a sociedade merece”, garante. *Matéria publicada na 202ª edição do Jornal Agora.

Nenhum comentário: