PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9977-1422

segunda-feira, 17 de abril de 2017

FAXINAL - Prefeitura esclarece a situação que ocorreu no hospital

A alguns dias a administração está aguardando autorização para mudar os atendimentos do municipal, mas a regional de saúde ainda não autorizou. Na semana passada o teto do local desabou
Uma moradora de Faxinal, entrou em contato no final de semana, com o repórter Wellyngton Jhonis, sobre um episódio que teria ocorrido no Hospital Municipal, encaminhando a seguinte mensagem: "Olá Wellyngton Jhonis, venho aqui te pedir q você faça uma matéria sobre isso... Na noite de terça dia 11/04/17 pra quarta feira as 3 horas da manhã, eu estava no quarto do Hospital Municipal de Faxinal com minha filha recen nascida de 8hrs de vida, ela estava no berço e ouvimos uns barulhos estralos, quando olhei pro lado caiu uma parte do teto encima do berço da minha filha graças a Deus não aconteceu nada com ela... Eu fiz cesária o meu leite seco com o susto, acabei tomando vários remédios por causa disso" disse a jovem de nome Jéssica Machado ao repórter Wellyngton Jhonis. Nosso jornalismo, trabalhando sempre de forma imparcial, e buscando ouvir a população, procurou a secretaria de saúde de Faxinal, para esclarecer a situação. Por telefone, o secretário de governo municipal, informou que já faz vários dias, ou seja, desde o começo de mandato da nova gestão, que a prefeitura está tentando mudar os atendimentos, para um outro espaço, ou seja o hospital São Luiz, até que o Municipal, seja feito uma reforma geral, como é necessário. Mas a regional de saúde, ainda não autorizou essa mudança. Todas as medidas de segurança foram adotadas como forma de prevenir para que o mesmo incidente não aconteça. E segundo a secretaria, todas fotos também foram encaminhadas para a regional, ou seja, para que esta autorização seja imediatamente concedida. VEJAM A NOTA ENCAMINHADA AO BLOG: "Formulamos o presente para discorrer quanto ao assunto REFORMA DO HOSPITAL MUNICIPAL e sobre a queda do reboco da laje do leito C2 do Hospital Municipal de Faxinal ocorrido no dia 12/04/2017: * Ocorreu um incidente no dia 12/04/2017 onde consta segundo registro da equipe de enfermagem, que parte do reboco da laje cedeu na madrugada no leito C2 as 2:45h da manhã causando transtornos a paciente internada e seu recém nascido. Sobre o fato podemos afirmar que: 1) o prédio possui 27 anos de construção e que o ocorrido foi um incidente imprevisível. 2) Foi instalado processo administrativo interno para averiguar a situação e as providências tomadas diante do acontecido. 3) Foi pedido uma vistoria do Engenheiro Civil Fernando Navarro Neto que assegurou não ter problemas estruturais nos outros quartos. 4) Foi interditado o quarto C2. * Sobre a reforma do hospital: 1) Desde quando o prefeito assumiu deu a orientação para que se agilizasse o processo para iniciar a reforma. 2) Existem 2 recursos para serem utilizados: R$ 250.000,00 do Governo Federal e R$ 800.000,00 do Governo Estadual. O projeto disponível não estava de acordo com as normas da Vigilância Sanitária e foi necessário alterações para que possamos ter a licença sanitária para o funcionamento quando terminar. 3) Foram realizados 4 encontros com o pessoal da Vigilância Sanitária, sendo o ultimo no dia 4 de abril de 2017 em Apucarana. 4) O projeto arquitetônico encontra-se finalizado. 5) Estamos aguardando o projeto do raio X e orçamentário. 6) Próxima etapa é de protocolar os projetos na Secretaria de Estado da Saúde, Caixa Econômica Federal, aguardar aprovação e depois licitação da obra. 7) Foi feito pedido de dilação de prazo da obra. * O novo projeto contempla alterações em todo o prédio atendendo todas as normas de fluxos sanitários, nova disposição do pronto socorro, centro cirúrgico, cozinha, vestiários, lavanderia, telhado, entre outros, ou seja uma reforma do piso ao teto e não apenas uma pintura e troca de janelas. * Sobre o Hospital São Luiz: foi feito uma solicitação de visita da Vigilância Sanitária a qual repassou providências para o início das atividades. 2) O processo licitatório aguarda a aprovação do projeto da reforma do Hospital Municipal para dar prosseguimento, pois não justificaria gastar com a locação antes da autorização para início da obra. Por fim todas as providências e mobilização para agilizar as obras foram tomadas porém em apenas 100 dias ainda não foi possível resolver um projeto que se arrasta desde 2014" afirma  Vinícius Theodorovicz Costa Secretário Municipal de Saúde de Faxinal. 

Nenhum comentário: